Visita à fenomenal Basílica de São Pedro no Vaticano

Descubra a história, as belezas e dicas sobre a visita à Basílica de São Pedro no Vaticano!

Visita à fenomenal Basílica de São Pedro no Vaticano

O Vaticano é o menor país do mundo, mas possui uma história única e riquezas inimagináveis. Entre as riquezas e atrações do Vaticano está a fenomenal Basílica de São Pedro, um lugar que impressiona todos os visitantes por sua grandiosidade e obras de arte de valor inestimável.

A Basílica de São Pedro atrai milhões de visitantes todos os anos, então, para visita-la com tranquilidade é importante conhecer algumas dicas, que vamos te mostrar neste post. Você também vai conhecer a história da Basílica de São Pedro no post de hoje, assim como fotos e curiosidades. Confira!

 

Praça de São Pedro

Visita à fenomenal Basílica de São Pedro no Vaticano

Vista da cúpula da Basílica de São Pedro. Fonte: Wikimedia

A visita à Basílica de São Pedro começa pela Praça de São Pedro, local histórico cheio de significados e muita beleza. A Praça de São Pedro foi finalizada em 1667, sendo obra do gênio criativo de Bernini.

Os dois semicírculos de colunas da Praça de São Pedro criaram a união perfeita entre a Basílica e a Praça. As fontes projetadas por Maderno e Bernini também merecem fotos, mas o que mais se destaca que o obelisco no centro da Praça de São Pedro.

O obelisco é egípcio e acredita-se que tenham mais de 4500 anos. No ano de 37 d.C, o obelisco foi trazido a Roma por Nero e posto no Circo de Nero.

Visita à fenomenal Basílica de São Pedro no Vaticano

Fonte, obelisco e colunas

O Circo de Nero era localizado na atual região da Praça e Basílica de São Pedro, sendo o local onde cristãos eram executados, inclusive o Apóstolo São Pedro. Vale destacar que a localização atual do obelisco egípcio foi alterada em 1586, a mando do Papa Sisto V.

Para os cristãos de modo geral e, principalmente, para os católicos, pisar na Praça de São Pedro tem um significado muito forte. Para os católicos, a Praça de São Pedro é ainda mais importante, porque é lá que é realizada a Audiência Papal, um encontro do Papa com os fiéis.

Visita à fenomenal Basílica de São Pedro no Vaticano

Guarda Suíça. Fonte: Flickr

Algo curioso que se vê na Praça de São Pedro é a Guarda Suíça, que faz a segurança do Vaticano. A Guarda Suíça tem uma história bem peculiar. Acredita-se que desde o século XV, os Papas contratavam mercenários suíços para fazer a segurança, mas a situação só foi regularizada no século XVI pelo Papa Júlio II.

A roupa colorida e extravagante da Guarda Suíça é o que mais chama a atenção dos visitantes. Há quem diga que o estilista tenha sido Michelangelo, porém o mais certo é que o design seja de um comandante da Guarda Suíça no século XIX.

 

Visita à Basílica de São Pedro

Visita à fenomenal Basílica de São Pedro no Vaticano

Baldaquino de Bernini ao fundo. Fonte: Prezi

O ponto alto de visitar a Praça de São Pedro é entrar na Basílica de São Pedro. A atual Basílica de São Pedro é uma construção do século XVI, iniciada em 1506 e finalizada em 1626. Michelangelo e Bernini foram os dois grandes mestres da beleza arquitetônica e decorativa da Basílica.

A Basílica de São Pedro é a igreja mais importante do mundo para os católicos, porque segundo a tradição e estudos recentes, São Pedro está enterrado no subsolo da Basílica, especificamente nas Necrópoles do Vaticano.

Visita à fenomenal Basílica de São Pedro no Vaticano

São Pedro

Além da importância religiosa, a Basílica de São Pedro também é uma obra de arte, sendo uma igreja imensa. Ela contém muitas obras de artes, como a Pietà de Michelangelo. A Pietà representa Jesus morto nos braços da Virgem Maria. Essa obra valiosíssima é protegida por um vidro blindado e muito disputada pelos turistas.

Outro destaque da Basílica de São Pedro é a estátua de São Pedro. Os fiéis passam a mão no pé de São Pedro que está mais a frente. Ele já está até gasto! Maior e mais imponente do que a estátua de São Pedro é o baldaquino de Bernini, uma obra espetacular. Essa estrutura de bronze tem 30 metros de altura e fica sob a cúpula projetada por Michelangelo.

Dentro da Basílica de São Pedro, podem-se ser visitadas as Grutas do Vaticano (Le Grotte Vaticane) de graça. Nessas grutas estão enterrados papas e pessoas importantes para a Igreja. Abaixo das Grutas ainda estão as Necrópoles do Vaticano.

Visita à fenomenal Basílica de São Pedro no Vaticano

Pietà de Michelangelo

Para quem se interessa por objetos antigos da Basílica, como os ornamentos da igreja, mitras dos papas, obras de arte e até presentes dados por reis e príncipes, vale visitar o Museu do Tesouro do Vaticano. A entrada custa € 6.

Uma atração imperdível da Basílica de São Pedro é admirar o Vaticano, a Praça de São Pedro e Roma a partir do Mirante da Cúpula da Basílica de São Pedro. Mais de 130 metros de altura permitem ter uma das mais belas vistas da região, mas é preciso vencer muitos degraus.

Visita à fenomenal Basílica de São Pedro no Vaticano

Cúpula projetada por Michelangelo

Há duas opções para subir a cúpula da Basílica de São Pedro: pagar € 8 para usar o elevador e subir aproximadamente 300 degraus a pé; pagar € 6 para subir todos os degraus a pé (aprox. 500 degraus). Particularmente, vale pagar os € 8.

A vista da cúpula da Basílica de São Pedro é incrível, mas as obras de arte, a grandiosidade e o simbolismo da própria Basílica são ainda mais únicos e imperdíveis. Para aproveitar tudo isso, confira abaixo as dicas valiosas para visitar a Basílica de São Pedro.

 

Dicas para visitar a Basílica de São Pedro

Visita à fenomenal Basílica de São Pedro no Vaticano

  • Utilize roupas que mostrem pouco o corpo, evitando bermudas, tanto para homens quanto para mulheres. Para entrar na Basílica é necessário passar pelos detectores de metal;
  • É muito comum que cambistas e sites de venda ingresso disponibilizem o “skip the line”, que é para pular a fila da entrada na Basílica. Normalmente, pular a fila custa € 15 ou mais, mesmo a Basílica de São Pedro sendo GRATUITA. Nossa recomendação é chegar cedo, antes das 10:00, não pagar o absurdo skip the line e aproveitar a Basílica com menos gente;
  • O horário de funcionamento é a partir das 7 da manhã, todos os dias. Somente na quarta-feira pela manhã a Basílica fica fechada, devido à Audiência Papal;
  • Na entrada da Basílica estão disponíveis audio-guias por € 5.

 

Esperamos que as dicas sobre essa fenomenal construção tenham te ajudado! Confira também o episódio do Papo Viagem Podcast sobre o Vaticano!

Boa viagem, Viajante!

Salvar

Posts que você deve ver também!

Deixe seu comentário!

comentários

error: Conteúdo protegido.