Custo de vida no exterior: sites e dicas!

Descubra como saber qual é o custo de vida no exterior!

Custo de vida no exterior: sites e dicas!

Uma das primeiras perguntas quando se deseja morar fora do Brasil, fazer uma viagem longa ou viver como nômade digital diz respeito ao custo de vida no exterior. O custo de vida leva em consideração a estrutura de custos do país visitado, como salários e impostos, que variam de país para país.

Contudo, o fator mais relevante é o câmbio, principalmente quando a renda do viajante ou imigrante é em uma moeda franca internacionalmente. Assim, viajantes, imigrantes ou nômades digitais que tem sua renda composta por moedas fortes (dólar americano, por exemplo) conseguem se proteger das flutuações do câmbio e tem mais poder aquisitivo em países de moeda fraca.

Vamos agora conhecer alguns sites que podem te ajudar a saber o custo de vida no exterior e a comparação entre o custo de vida no Brasil e no exterior.

 

Sites sobre custo de vida no exterior

Custo de vida no exterior: sites e dicas!

Fonte: Numbeo

O custo de vida no exterior é um dado difícil de ser obtido, porque deve levar em consideração gastos com vários aspectos da vida, como moradia, bens e serviços, entretenimento, transporte e outros. Há empresas que publicam indicadores confiáveis de custo de vida no exterior, mas são dados pagos. Esse é o caso do The Economist.

No post de hoje, trago a você os principais indicadores de custo de vida no exterior e uma comparação entre o custo de vida no Brasil, basicamente em São Paulo, e em outras partes do mundo.

Vale ressaltar que você deve analisar os dados levando em consideração o comportamento da taxa de câmbio, que pode encarecer (quando a moeda do país de origem se desvaloriza) ou baratear (quando a moeda do país de origem se valoriza) a viagem.

Há três fontes de dados sobre custo de vida no exterior: Numbeo, Expatistan, Mercer e Nomadlist. São comparadas com São Paulo cidades de regiões do mundo que oferecem a estrutura necessária para os nômades digitais (foco do site Guia do Nômade Digital), mas que possuem moedas fracas.

 

Expatistan

Custo de vida no exterior: sites e dicas!

Istambul, Chifre Dourado

O Expatistan calcula o índice de custo de vida tendo como cidade base Praga, na República Tcheca. Todos os cálculos são feitos em dólar americano e por isso a influência cambial está presente.

O problema do Expatistan é que eles utilizam os dados que são disponibilizados, voluntariamente, pelos seus usuários da web. Confiar plenamente nesses dados é como fazer um artigo se baseando nas páginas do Wikipedia.

CidadeComparação com SP
Montevidéu11,96%
Istambul8,50%
Bangkok-4,27%
Porto-5,13%
Buenos Aires-12,82%
Praga-14,53%
Cidade do México-17,94%
Sófia-29%
Hanoi-29%
Medellin-33,34%

Fonte: Expatistan

Nos dados acima, você pode observar como as cidades do Leste Europeu e da América Latina são mais baratas para viver do em São Paulo. Já Montevidéu e Istambul possuem estruturas e custo e influência do câmbio que as tornam mais caras para se viver do que São Paulo.

 

Numbeo

Custo de vida no exterior: sites e dicas!

Bangkok

O site mais conhecido que fornece informações sobre o custo de vida no exterior é o Numbeo. Ele mostra uma cesta grande de bens e serviços que compõe o custo de vida, seja para uma família ou apenas para uma pessoa.

Por receber as informações dos usuários, ter certeza da fidedignidade dos preços é bastante difícil. No site, o Numbeo diz que esse é o seu diferencial, pois descarta os menores e os maiores valores e sempre está recebendo dados novos, além do custo de calcular o índice cair bastante.

CidadeComparação com SP
Montevidéu9,16%
Istambul1,78%
Bangkok9,64%
Porto9,70%
Buenos Aires39,70%
Praga-4,40%
Cidade do MéxicoN.E.
Sofia-17,20%
Hanoi-10,22%
Medellín-35,25%

Fonte: Numbeo

Os dados acima mostram que mesmo o Expatistan e o Numbeo tendo metodologias semelhantes, há diferenças gritantes entre algumas cidades, como é o caso de Buenos Aires, Bangkok e Porto. Mas outros dados são semelhantes, como Medellín e o Leste Europeu.

 

Mercer

Custo de vida no exterior: sites e dicas!

Patagônia

A consultoria Mercer publica uma série de análises pagas, mas divulga gratuitamente o ranking de cidades mais caras para se viver no mundo. A consultoria Mercer analisa o preço de 200 bens e serviços, que incluem: moradia, transporte, comida, roupas, outros artigos domésticos e entretenimento.

Analisando os dados de 2015 das cidades mais caras do mundo para se viver, São Paulo aparece na posição 40º.

CidadePosição no ranking
Montevidéu83º
Istambul99º
Bangkok45º
PortoN.E.
Buenos Aires19º
Praga142º
Cidade do México137º
Sofia187º
Hanoi86º
MedellinN.E.

Fonte: Mercer

A Mercer fornece um ranking e não um índice comparativo, por isso é mais difícil à análise, mas serve como uma fonte de dados extras e pode ajudar no caso de dados diferentes entre o Numbeo e o Expatistan.

 

Nomadlist

Custo de vida no exterior: sites e dicas!

Porto

O Nomadlist é um site focado nos custos de vida no exterior para nômades digitais. Se você analisar os dados no site do Nomadlist, perceberá que há três tipos de custo de vida: Nomadcost (custo de ficar até 3 meses), Expat cost of living (custo de viver como um expatriado de classe média), Local cost of living (custo de vida de um residente).

Se você vai apenas visitar o país, o Nomadcost é um bom parâmetro. Se você vai ficar mais tempo, uma média entre o Expat cost e o Local cost é uma medida mais interessante, pois impede que se subestimem os valores que serão gastos.

CidadeExpat Cost (USD)Local Cost (USD)
São Paulo1296697
Montevidéu1624796
Istambul1365718
Bangkok1145704
Porto1258722
Buenos Aires1515575
Praga1024533
Cidade do México1472637
Sofia1171546
Hanoi811485
Medellín1584885

Com os dados do Nomadlist confirma-se que as cidades do Leste Europeu e Hanoi são realmente mais baratas para viver do que São Paulo. Outras cidades estão no mesmo patamar que São Paulo, mas possuem qualidade de vida superior, como é o caso de Porto, em Portugal. Entretanto, o resultado de Medellín não parece ser verdadeiro, principalmente se comparado aos resultados do Numbeo e Expatistan.

 

Conclusão

Como você pode perceber neste post, existem fontes de dados gratuitas sobre o custo de vida no exterior, mas você deve ficar atento e não acreditar cegamente nos dados. Eu recomendo que você analise a cidade que será visitada, ou sua nova moradia, em várias fontes de dados.

Não se esqueça de analisar o comportamento do câmbio em relação ao custo de vida e em relação aos seus rendimentos. Essa é a variável mais relevante a ser levada em consideração por quem trabalha remotamente e não tem seus rendimentos na mesma moeda dos seus gastos.

 

As dicas sobre o custo de vida no exterior te ajudaram? Então, curta o site e este post!

Boa viagem, Viajante!

 

Salvar

[P.S: não se esqueça de reservar o seu hotel pelo nosso link do Booking. Você não paga nada a mais pela sua hospedagem e ainda ajuda o site. Obrigado!]

Posts que você deve ver também!

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Receber notificações de
avatar
wpDiscuz
error: Conteúdo protegido.