Vale Sagrado dos Incas: Passeios a partir de Cusco, Peru

Cusco é a porta de entrada para os viajantes conhecerem a riqueza cultural dos Incas, assim como a inesquecível Machu Picchu. Perto de Cusco, fica localizado o Vale Sagrado dos Incas, com vários sítios arqueológicos no Vale do Rio Urubamba.

Os tours ao Vale Sagrado de Cusco, normalmente, referem-se aos seguintes locais históricos:

  • Písac, Ollantaytambo e Chinchero: passeio de 1 dia inteiro;
  • Ruínas de Moray e Salineiras de Maras: passeio de meio dia;
  • Tipón, Piquillacta e Andahuaylillas (Vale Sagrado Sul): passeio de meio dia.

Diversas agências turísticas operam os passeios mostrados acima. Na Plaza de Armas de Cusco, o turista vai encontrar vários vendedores de tours.

Fazendo uma pesquisa rápida com esses vendedores, o viajante consegue bons preços. Cada tour ao Vale Sagrado custa aproximadamente 30 soles por pessoa, mas pode ser mais caro dependendo do tipo de agência.

A maioria das agências que vende os tours ao Vale Sagrado terceiriza a operação (o passeio mesmo) com uma agência maior.

Então, no nosso tour havia turistas que compraram passeios com valores diferentes e em várias agências. Realmente, não há muito o que fazer em relação a isso.

Nós compramos o tour pela Chaski Peru Trek, mas a operadora do passeio foi a Peru Adventure Trek, que é bastante conhecida e tem bons guias, como o nosso guia Percy.

No final, o tour ao Vale Sagrado dos Incas foi ótimo, mas dá um pouco de receio por causa da forma como organizam os passeios. O viajante acaba sem saber qual empresa operará o serviço.

Agora vamos entender como funcionam os passeios ao Vale Sagrado dos Incas!

Leia depois o artigo com informações sobre o Boleto Turístico de Cusco, o ingresso para as atrações de Cusco e do Vale Sagrado. Veja também nossas dias sobre O que fazer em Cusco e sobre Onde ficar em Cusco.


Vale Sagrado dos Incas: Písac, Ollantaytambo e Chinchero

Vale Sagrado dos Incas
Sítio arqueológico de Písac, primeira parada do tour pelo Vale Sagrado no Peru

O tour pelo Vale Sagrado mais comum inclui os sítios arqueológicos de Písac, Ollantaytambo e Chinchero.

Vamos mostrar como foi o nosso passeio por essas áreas históricas e arqueológicas. É claro que podem haver pequenas modificações no itinerário, dependendo da agência de turismo que você escolher.

O tour clássico pelo Vale Sagrado começa entre 8h30min e 9h da manhã, quando os turistas estão reunidos na Plaza de Armas e são levados (a pé) até a Av. de La Cultura.

É lá que se aglomeram turistas, micro-ônibus e vans. Tem que ficar de olho no guia, para não se perder entre tantos turistas. Normalmente, em cada micro-ônibus vão de 15 a 20 pessoas, o que é bastante para uma visita guiada.

No nosso tour, o primeiro ponto de parada foi em Ccorao, um pequeno povoado conhecido por sua feira de artesanato.

Se o tour não parasse em Ccorao, com certeza, a visita seria à feira de Písac, que tem uma feira maior e mais famosa.

Vale ressaltar que tanto em Ccorao como na feira de Písac, os produtos oferecidos são os mesmo que podem ser encontrados em Cusco.

Em Ccorao aprendi que o pelo da alpaca é frio. Então, basta passar a mão na peça de roupa e sentir a temperatura. Se for quente demais, provavelmente, é algodão.

Sinceramente, a maioria das peças vendidas como só tendo pelo de alpaca, também possui um pouco de algodão. De qualquer forma, essas peças são bem quentinhas.

Em Písac, o grande destaque é o sítio arqueológico, um dos mais bonitos de todo o passeio pelo Vale Sagrado dos Incas. Os terraços são enormes e estão localizados em grandes montanhas.

Vale Sagrado dos Incas
Sítio arqueológico de Písac por diversos ângulos

Algo curioso é que no topo de cada conjunto de terraços ficava um bairro da antiga cidade de Písac. Cada bairro abrigava cerca de 30 famílias.

Os Incas preferiam morar nas áreas altas do que à beira do rio, tanto para não sofrer com inundações, quanto por segurança. Hoje sabemos que eles estão muito certos em relação às inundações.

Vale notar que como os terraços foram construídos em montanhas, há uma variedade de temperaturas em cada “degrau” dependendo da altura.

Esse fato permitia aos antigos povos da região plantar diversos vegetais, escolhendo o terraço mais adequado em termos de calor e umidade.

Em Pisac, também ficava uma importante Necrópole Inca, com fardos (urnas funerárias) de pessoas enterrados em pequenos buracos nas montanhas.

Até hoje dá para ver perfeitamente os buracos, mas os fardos foram roubados e destruídos pelos espanhóis.

Restaram apenas quatro urnas funerárias ainda em estudo. É bem triste perceber o tamanho da destruição do patrimônio cultural dos povos do Peru.

No decorrer do tour ao Vale Sagrado, esse fato se torna ainda mais evidente. Essa é a razão para Machu Picchu ser tão importante, o fato de não ter sido descoberto pelo espanhóis e, consequentemente, ter ficado intacto.

Depois de Písac, nosso tour parou em uma loja e ateliê de peças de prata.

Em Cusco, vi peças de “prata” com valores muito baixos. Nesse ateliê os preços são mais condizentes com o valor do metal e também com o fato de serem peças feitas à mão.

Mesmo sem comprar nada, o viajante acaba aprendendo a diferenciar a prata verdadeira das ligas metálicas prateadas, muito comercializadas em Cusco.

Normalmente, no começo da tarde os tours levam os turistas para um restaurante parceiro.

Como no tour pelo Valle del Colca (Arequipa) nossa experiência com restaurantes “parceiros” tinha sido um desastre, nós fugimos do buffet e apenas fizemos um lanche em uma loja de conveniência.

A comida nos restaurantes escolhidos pela agência de turismo costuma ser ruim e cara! Vale a pena levar uns lanchinhos e deixar para jantar em Cusco.

Vale Sagrado dos Incas
Sítio arqueológico de Ollantaytambo e vistas para a cidade

O ponto alto do tour clássico pelo Vale Sagrado dos Incas é Ollantaytambo.

O sítio arqueológico de Ollantaytambo fica pertinho da cidade de Ollantaytambo, local de onde partem os trens baratos para Machu Picchu, por isso vários viajantes abandonam o tour na cidade e pegam o trem para Machu Picchu.

Para saber mais detalhes sobre essa e outras estratégias para conhecer Machu Picchu, leia nosso post “Viagem para Machu Picchu, Peru: Custos, Roteiros, Como ir, Ingresso“.

Ollantaytambo mescla importantes ruínas incas com um pequeno e charmoso povoado, sendo continuamente habitado desde o século XV.

As ruínas de Ollantaytambo são extremamente fortes e bonitas. Os terraços são mais altos e bem inclinados. Acredita-se que essas características dos terraços têm a ver com o fato da nobreza morar nessa região.

À medida que se sobem os terraços é possível ter uma bela vista do povoado e de algumas construções incas em outras montanhas da região.

É surpreendente a capacidade dos Incas em fazer construções em áreas altas e inclinadas.

No topo do sítio arqueológico ficam as imensas pedras polidas e perfeitamente encaixadas, símbolos da arquitetura dos Incas. Uma parede de pedras ainda existente pode ter sido parte do templo ao deus sol.

Vale mencionar que a palavra Ollantaytambo se refere a um conto de um importante guerreiro (Ollanta) ambientado em uma cidade que servia de parada, local para se hospedar e pegar mantimentos, que em quéchua é tambo.

Vale Sagrado dos Incas
Construções coloniais em Chinchero com a luz do pôr do sol

Nosso tour chegou no final da tarde em Ollantaytambo e, nesse período do dia, as fotos não costumam ficar muito boas. As ruínas de Ollantaytambo ficam muito mais bonitas pela manhã, quando o sol as ilumina perfeitamente.

Já anoitecendo visitamos a cidade de Chinchero, que se destaca pelo seu patrimônio colonial, mas também pela cultura tradicional existente no povoado.

Chinchero é conhecida por ter um grande trabalho de artesanato, mas como chegamos tarde conhecemos apenas a parte histórica. A feirinha estava com poucos vendedores.

As ruínas de Chinchero são poucas, o que se destaca é a Igreja de Montserrat, a praça e a torre. Essas construções praticamente não mudaram desde o século XVII quando foram construídas, algo raro no Peru.

A igreja é rústica, mas bem bonita, com pinturas em todo o teto e quadros de arte sacra da Escola Cusquenha.

O nosso guia explicou em detalhes do sincretismo religioso que existia naquela época e que ainda hoje existe no Peru, principalmente sobre o Cristo negro.


Vale Sagrado dos Incas: Passeio a Moray, Maras e Vale Sagrado Sul

Vale Sagrado dos Incas
Salineiras de Maras e seu cenário diferente e belo. Fonte: TripAdvisor

Outros dois passeios imperdíveis no Vale Sagrado são as Ruínas de Moray e as Salineiras de Maras, muito próximos um do outro e que são conhecidos em um mesmo tour.

Por não serem tão distantes de Cusco, o passeio leva apenas metade de um dia, proporcionando tempo para conhecer os pontos turísticos sobre o que fazer em Cusco.

As Ruínas de Moray mostram como os Incas usavam a engenharia na agricultura e observavam muito bem a natureza.

Diversos círculos concêntricos com alturas diferentes (degraus) foram construídos para imitar os diversos climas, com temperaturas e umidades variadas.

Com esse verdadeiro laboratório de climas, era possível fazer estudos sobre a produção agrícola de várias áreas do Império, que realmente eram bem diversas em temperatura e umidade, porque o Império Inca era bem grande.

Tantos os terraços quanto os círculos concêntricos eram maneiras de aumentar a produtividade e a variedade no plantio, mas respeitando a natureza.

É muito interessante perceber a inteligência dos Incas na agricultura, que era a base da economia. Até hoje, pode-se perceber a variedade de milhos e batatas nas cidades andinas, uma heranças dos Povos Originários.

Já as Salineiras de Maras datam da época dos Incas, mas são usadas até hoje, ou seja, funcionam de verdade. São muitas piscinas pequenas e rasas com água salgada vinda de um rio que foi desviado propositadamente.

As Salineiras de Maras formam um cenário incrível e para visitá-las o ingresso custa apenas 10 soles por pessoa e não está inclusa no Boleto Turístico de Cusco.

Nas Salineiras também são vendidos souvenirs e as fotos costumam ficar incríveis, devido ao cenário diferenciado.

Vale Sagrado dos Incas
Sítio arqueológico de Piquillacta, um sítio arqueológico do Povo Wari. Fonte: TripAdvisor

O Vale Sagrado Sul não costuma estar na lista de passeios a partir de Cusco que para a maioria dos visitantes. Para o viajante com muitos dias disponíveis, o tour pelo Vale Sagrado Sul pode ser um complemento aos passeios já realizados.

É possível encontrar agências de turismo que fazem um tour de 1 dia em Moray, Maras, Tipón, Piquillacta e Andahuaylillas. Esse tour é o ideal para otimizar o tempo.

É muito importante ter um guia nos sítios arqueológicos, caso contrário, a visita pode ser sem graça, porque não dá para entender esses locais apenas observando, até porque alguns são muito antigo.s

No Parque Arqueológico de Tipón se destacam terraços usados com jardim e área de agricultura, mas são terraços mais baixos e não nos morros.

Outro destaque do Parque Arqueológico de Tipón é o bom sistema de irrigação construído para manter o jardim vivo.

Já Parque Arqueológico de Piquillacta é constituído por ruínas do Povo Wari (Huari), que formaram um grande império antes dos Incas.

Piquillacta é um sítio arqueológico muito antigo (de 550 a 1000 d.C.) e requer um guia com muito conhecimento. Acredita-se que tenha sido um local de rituais religiosos e muito importante para o Povo Wari.

Andahuaylillas é uma pequena vila, que tem na igreja seu grande destaque, conhecida como a Capela Sistina das Américas.

A igreja de Andahuaylillas (dedicada a São Pedro) mostra o sincretismo religioso com muito ouro, referências à cosmovisão andina, assim como pinturas coloridas, tendo estilo barroco andino.


Veja o mapa com os pontos turísticos do Vale Sagrado de Cusco

Confira no mapa a localização de todos os pontos turísticos do Vale Sagrado dos Incas mencionados neste artigo. Para acessar a legenda do mapa, clique no “botão com seta”.

Esperamos que as dicas sobre os tours para o Vale Sagrado dos Incas tenham sido úteis para planejar sua viagem! Leia também os nossos outros posts sobre Cusco, com destaque especial para nossas dicas sobre Onde ficar em Cusco!

Boa viagem, Viajante!

PLANEJAMENTO DE VIAGEM

Reserva de hotéis

RESERVA DE HOTÉIS

Utilize o nosso link do Booking para conseguir as melhores ofertas de hotéis, pousadas e albergues.

O Booking oferece muitas vantagens: preços baixos, cancelamento gratuito de reservas, não é cobrada taxa de reserva e geralmente o pagamento é realizado somente na hora do check-in ou do check-out, na acomodação.

Melhor localização

CHECAR LOCALIZAÇÃO

Encontrou um hotel, mas não tem certeza se ele é bem localizado? Tire a dúvida com esta ferramenta gratuita. Ela analisará a localização, de acordo com uma metodologia específica, e atribuirá uma nota.

Vale dizer que a melhor área possível para se hospedar é aquela área agradável, segura, com acesso ao transporte público, restaurantes e próxima aos principais pontos turísticos.

Melhores hotéis

SELETOR DE HOTÉIS

O Seletor de Hotéis é uma ferramenta online, totalmente gratuita, que seleciona os hotéis, hostels, apartamentos, pousadas e hotéis-fazenda mais adequados ao perfil do viajante. Por meio de um método matemático, o Seletor de Hotéis descobre os hotéis perfeitos para você em qualquer cidade do mundo.

A única coisa que o viajante deve fazer é elencar (de 1 a 5) suas prioridades em relação às características dos hotéis. Qual é a ordem de importância das características do hotel para o viajante? Por exemplo: melhor localização, menor preço, maior qualidade, mais reservado e tamanho do hotel.

Reserva de carros

ALUGUEL DE CARROS

O Rentcars é um comparador de preços para encontrar a melhor tarifa no aluguel de carros em mais de 140 países.

Há várias vantagens em utilizar o serviço: não há cobrança de IOF, você pode realizar parcelamento, são muitas locadoras comparadas e não há cobrança de taxa para emissão da sua reserva.

Além disso, por padrão estão inclusas nas diárias Rentcars: quilometragem livre, proteção básica e as taxas administrativas da locadora.

Melhores seguros viagem

SEGURO VIAGEM

Tá em dúvida sobre qual seguro viagem comprar? O SegurosPromo é um comparador de seguros viagem que te ajuda a encontrar os melhores preços das principais seguradoras.

Utilize o nosso link para conseguir os preços mais baixos, bem como o cupom de desconto NOMADEDIGITAL5 para ganhar 5% de desconto.

Podcast de viagem

GUIA DE VIAGEM

O Papo Viagem Podcast é um guia de viagem em áudio gratuito sobre vários destinos que conhecemos.

Nós contamos a nossa experiência nas cidades e passamos dicas sobre onde se hospedar, melhor época para viajar, atrações e muito mais.

Loja do viajante

LOJA DO VIAJANTE

Sabe quando você utiliza um check-list de viagem e descobre que faltam alguns itens para a sua bagagem?

Selecionamos produtos importantes que nós utilizamos e recomendamos você levar na sua viagem. Eles estão apresentados na Loja do Viajante

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Receber notificações de
error: Conteúdo protegido.