Menu
Oceania

Principais Pontos Turísticos de Melbourne: O que fazer em Melbourne?

Atualizado em: 2 de março de 2022

Melbourne é uma cidade repleta de ótimas atrações culturais, modernidade e diversidade étnica. Os principais pontos turísticos de Melbourne incluem atividades ao ar livre, muitos museus e galerias e ótimos passeios de um dia.

Além disso, a cidade possui variedade de restaurantes e bares em terraços, assim como eventos em casas de espetáculo modernas e teatros clássicos.

Neste artigo, vamos tratar do tema “o que fazer em Melbourne” da seguinte maneira:

Leia também nosso artigo completão sobre onde ficar em Melbourne nos hotéis que valem o dinheiro gasto!

30 Principais pontos turísticos de Melbourne

Principais Pontos Turísticos de Melbourne: O que fazer em Melbourne?
Skyline de Melbourne visto a partir do Shrine of Remembrance

As principais atrações de Melbourne estão concentradas no centro, chamado de Central Business District ou simplesmente CBD.

Lá estão os prédios mais altos da Austrália, assim como construções da época vitoriana charmosas e ótimas para fotografar.

Restaurantes, lojas e mercados também fazem parte do CBD de Melbourne, o que mostra que há de tudo por lá e que o bairro é o melhor para se hospedar.

Além disso, a cidade erguida pelos europeus nasceu naquela região, no denominado Hoddle Grid, entre as ruas Flinders, Spring Street, La Trobe e Spencer.

Atualmente, o centro de Melbourne é maior do que o Hoddle Grid, sendo percorrido por vários trens leves e até bondes históricos (gratuitos).

Nos lugares para visitar em Melbourne que apresentamos a seguir, você vai notar que há muita diversidade de lugares no centro, assim como bairros próximos com jardins e praias, ideais para aproveitar experiências diferentes.

Os principais pontos turísticos de Melbourne são:

Jardim Botânico de Melbourne, Albert Park e Shrine of Remembrance

Royal Botanic Gardens

O Royal Botanic Gardens é um dos principais pontos turísticos de Melbourne, um oásis de tranquilidade pertinho do centro.

Há mais de 170 anos, o Jardim Botânico faz a diferença no dia a dia de quem mora em Melbourne.

Lá há diversos tipos de plantas, muitas ameaçadas pela degradação ambiental, como as araucárias e outras espécies que fazem parte da Rare and Threatened Species Collection.

Além disso, nesse jardim botânico existem áreas dedicadas à flora da Oceania e ao Vale Yarra (onde fica Melbourne), da Nova Zelândia, do Sul da China e de várias partes do mundo. São mais de 8500 espécies de plantas!

Esses belos jardins têm entrada gratuita e costumam ficar abertos das 7h30min. às 19h30min. Vale a pena baixar o mapa do site oficial e elencar os jardins prioritários.

Principais Pontos Turísticos de Melbourne: O que fazer em Melbourne?
Albert Park

Nossa sugestão é continuar o passeio até o Albert Park, localizado nas redondezas do Jardim Botânico, sendo conhecido pela corrida de F1.

Quando não é época de corrida, o foco do Albert Park se torna a prática de esportes, principalmente os esportes aquáticos, como vela e canoagem, já que lá há um grande lago.

Como nós gostamos de F1, fez todo o sentido passarmos pelo Albert Park, mas sabemos que a maioria dos turistas pode achar o passeio cansativo. Sim, o Jardim Botânico é mais bonito e tem mais atrações do que o Albert Park.

Vista a partir do Shrine of Remembrance

Pode ser que você não vá ao Albert Park, mas com certeza visitará o Shrine of Remembrance, um dos principais pontos turísticos de Melbourne.

Esse monumento fica colado ao Jardim Botânico e foi erguido com a intenção de ser uma homenagem aos homens e mulheres do estado de Victoria que lutaram nas guerras mundiais e aos cidadãos que permaneceram no país, apoiando economicamente os soldados.

O Shrine of Remembrance se destaca por sua função educativa, com um pequeno museu em seu interior.

Mas para os turistas, além do museu, a vista da cidade é um atrativo, uma das mais belas do CBD e é totalmente gratuita. Por isso, para nós o Shrine of Remembrance é um dos principais pontos turísticos de Melbourne.

Construções vitorianas em Melbourne

Principais Pontos Turísticos de Melbourne: O que fazer em Melbourne?
State Library of Victoria

O centro de Melbourne conta com construções antigas da época vitoriana (de 1837 a 1901). São locais bonitos e fotogênicos, sendo a Biblioteca de Melbourne a mais famosa.

A State Library of Victoria é a biblioteca mais bonita da Austrália e nós tivemos o prazer de visitá-la.

Muitos turistas e residentes ocupam a pequena área verde à frente da construção. Mas o melhor é visitar o interior, onde há exposições de livros raros, com mais de cinco séculos de idade.

O ponto alto da visita à State Library of Victoria é a sala de leitura, com paredes alvas e um domo gigantesco da mesma cor. As mesas para a leitura estão organizadas em direção ao centro, em harmonia com o domo.

Sala de leitura da State Library of Victoria

Outro prédio vitoriano a visitar, não apenas pela arquitetura, é o Old Treasury Building, que já foi o local do Tesouro do Governo de Victoria.

Saiba que ele é um dos mais imponentes prédios do século XIX, muito devido ao ouro abundante que foi encontrado em Victoria naquela época.

Além de ver a arquitetura preservada e rica em decorações, vale a pena visitar o Old Treasury Building porque hoje ele é um museu sobre o estado de Victoria e sobre Melbourne. E ainda é de graça!

Principais Pontos Turísticos de Melbourne: O que fazer em Melbourne?
Old Treasury Building. Fonte: Wikimedia

Outra construção antiga que merece uma visita interna é a Old Customs House (Antiga Alfândega), local que recebeu milhares de imigrantes, principalmente na época da corrida do ouro (a partir de 1851).

O prédio é simples, com uma fachada branca sem decoração, muito porque era uma alfândega, não estava destinada às elites e sim aos imigrantes pobres.

Atualmente, a Old Customs House é o Immigration Museum, bastante elogiado por quem gosta do tema. O ingresso adulto custa $15 (dólares australianos).

A Parliament House é outra construção vitoriana em Melbourne, sendo a sede do governo do estado de Victoria.

Old Customs House – Immigration Museum. Fonte: Wikimedia

Até há tour guiado gratuito, mas é difícil ter tempo para fazê-lo. Nós apenas fotografamos essa grande construção cheia de colunas e que costuma receber protestos pacíficos.

Já a prefeitura está abrigada em um prédio vitoriano finalizado em 1870. É o Melbourne Town Hall, projetado por Joseph Reed, o mesmo arquiteto da State Library of Victoria.

Além da beleza da fachada e da torre do relógio, no Melbourne Town Hall é comum acontecerem eventos.

Perto do Town Hall, fica The Block Arcade, uma galeria comercial construída entre 1891 e 1893. Há várias confeitarias charmosas por lá!

Na mesma rua da galeria, na Collins Street, há um prédio histórico diferente, o Manchester Unity Building, erguido em 1932 com estilo Art Déco. Sua grande torre chama a atenção, assim como a cor terracota.

É possível fazer tours guiados (com café da manhã ou almoço) um domingo por mês. Os tours são elogiados, mas costumam ser reservados com antecedência, porque são poucas vagas.

Entre os monumentos antigos de Melbourne, é imprescindível mencionar a St Patrick’s Cathedral (Catedral de São Patrício).

Ela é tão imponente e fotogênica que nós a consideramos um dos principais pontos turísticos de Melbourne.

A fachada é mais escura do que o usual, mas as torres pontiagudas são levemente douradas e deixam em evidência o estilo neogótico. No interior, o teto é de madeira, há muitas colunas e os vitrais são delicados.

Uma igreja simples e muito antiga (a mais antiga do estado de Victoria) é a St. Francis’ Church. Ela terminou de ser construída em 1845, antes da corrida do ouro de 1851, por isso é uma igreja modesta.

Os viajantes e moradores gostam de ir a St. Francis’ Church exatamente por ser um lugar histórico, mas com muita tranquilidade.

Principais Pontos Turísticos de Melbourne: O que fazer em Melbourne?
Flinders Street Station

Outra igreja histórica é a St Paul’s Cathedral (Catedral de São Paulo), a principal igreja anglicana da cidade, que também possui estilo neogótico.

A fachada da Catedral de São Paulo é rebuscada, com muitas janelas e torres, mas o interior é ainda mais fascinante, com faixas claras e escuras, como é comum nas igrejas da Toscana, na Itália.

Pertinho da Catedral de São Paulo fica a Flinders Street Station, a histórica estação de trem da cidade.

Nós só tiramos uma foto da estação e achamos de bom tamanho. Nosso objetivo naquela região era visitar a Federation Square.

Federation Square e suas galerias de arte

Vista da Fed Square com a St Paul’s Cathedral do outro lado da rua e o ACMI ao lado

Carinhosamente chamada de Fed Square, a principal praça de Melbourne está localizada em uma área histórica, mas cercada de galerias de arte, lojas e restaurantes.

A arquitetura contemporânea das galerias chama a atenção e é comum ver os turistas tirando fotos por lá.

Há três galerias importantes na Federation Square: Ian Potter Centre: NGV Australia, ACMI e Koorie Heritage Trust.

Nós conhecemos o Ian Potter Centre: NGV Australia porque o foco são as obras de arte da Austrália, desde peças aborígenes e coloniais até arte contemporânea.

São fotografias, pinturas, obras têxteis e outras que pertencem a National Gallery of Victoria (NGV). Tudo isso é de graça!

Principais Pontos Turísticos de Melbourne: O que fazer em Melbourne?
Algumas obras do Ian Potter Centre: NGV Australia

Já a coleção de arte internacional da National Gallery of Victoria não está abrigada no Ian Potter Centre, mas ali perto na NGV International na St Kilda Road, atravessando o Rio Yarra. A coleção internacional também tem entrada franca.

Saiba que é comum serem montadas exposições temporárias renomadas no Ian Potter Centre.

Na sua passagem pela Fed Square, recomendamos que você visite o ACMI, um espaço dedicado às artes visuais, como cinema, televisão, vídeo game e instalações de arte relacionadas ao audiovisual.

Prédio do ACMI

Há várias exposições temporárias gratuitas, mas a The Story of the Moving Image é permanente e sem custo. Além disso, há cinemas modernos que apresentam inclusive filmes australianos.

Diferente das demais galerias, a Koorie Heritage Trust é uma organização aborígene sem fins lucrativos que oferece a todos, de graça, exposições focadas nos Povos Originários do sudeste australiano, na região onde fica Melbourne.

As exposições estão sempre mudando, mas há peças permanentes, assim como uma lojinha com artesanato original feito nas comunidades das Primeiras Nações.

Ruas diferentes

Principais Pontos Turísticos de Melbourne: O que fazer em Melbourne?
Hosier Lane

Depois que visitamos a Fed Square e suas galerias, fomos conhecer algumas ruas interessantes ali perto, como a Hosier Lane e a Degraves Street.

A Hosier Lane é uma referência em Melbourne quando se fala em grafite. Realmente, há grafites lindos, porém é comum ver pichações por cima deles.

Como as pinturas estão sempre mudando, provavelmente você verá uma Hosier Lane diferente da que nós vimos.

Próxima a Hosier Lane está a Degraves Street, uma rua com muitas opções de bares, restaurantes e outros negócios bacanas e da moda. Por exemplo, nós encontramos uma livraria linda, cheia de livros para crianças.

Entre as ruas diferentes, podemos citar as que ficam na Chinatown, localizada entre as ruas Little Bourke, Swanston e Spring. Na Chinatown, há uma grande oferta de restaurantes chineses.

Muitos turistas não sabem, mas os imigrantes chineses chegaram a Melbourne em meados do século XIX para trabalhar em uma economia que crescia muito devido à corrida do ouro no estado de Victoria.

Perto da Chinatown fica o Greek Precinct, que tem restaurantes, cafés e confeitarias gregas. A população de origem grega é significativa em Melbourne e em março há até um festival, o Melbourne Antipodes Festival.

Já a Lygon Street é famosa por possuir dezenas de lojas italianas, café e restaurantes. Em outubro, tem a Lygon Street Festa que celebra a herança italiana.

Dá para perceber que Melbourne é muito diversa em heranças culturais. Esse fato torna a cidade ainda mais interessante para fazer turismo e para comer bem!

Muitos desses lugares em Melbourne que citamos até aqui fazem parte do Free tour por Melbourne, no qual você paga apenas uma gorjeta.

Há também opções de tour completo a pé pela cidade ou o Melbourne Laneways Tour, focado nas vielas. Ambos são pagos.

Queen Victoria Market

Queen Victoria Market

O Queen Victoria Market é um dos principais pontos turísticos de Melbourne frequentado pelos moradores da cidade.

Inaugurado em 1878, o Queen Victoria Market é um mercado grande. As áreas dedicadas à comida possuem produtos australianos, como carnes e mel.

Há também produtos de vestuário e souvenires, alguns são interessantes, mas há bastante falsificação.

Se você viajar no verão, fique atento ao Summer Night Market, que acontece as quartas-feiras a partir das 17h. Esse mercado noturno é elogiado!

Outros mercados históricos construídos na era vitoriana são: South Melbourne Market (1867) e Prahran Market (1864).

O South Melbourne Market está localizado ao sul do CBD e conta com restaurantes e estandes de comida muito bons, com produtos de qualidade. Há também lojas variadas.

Saiba que ele costuma ser mais caro, porém é fácil encontrar comidas gostosas e lembrancinhas de qualidade.

Já o Prahran Market tem localização ainda menos central, mas fica perto do Albert Park. Esse mercado é focado em frutas, vegetais, frutos do mar e flores.

Bonde 35 – Free Tourist Tram

Principais Pontos Turísticos de Melbourne: O que fazer em Melbourne?
O bonde vintage passando na frente do ACMI

Até aqui apresentamos muitos lugares para visitar em Melbourne localizados no centro. Você poderá se deslocar entre esses pontos de interesse usando os VLTs e bondes.

Aqui você confere a zona gratuita. Saiba que não é preciso ter o cartão do transporte público. É só entrar e usar.

Entre esses bondes (tram), destaca-se o bonde 35, que possui um percurso que permite conhecer alguns pontos turísticos da cidade, como os prédios governamentais vitorianos, a região das docas e a Federation Square.

Além disso, nesse tour de bonde há explicações sobre a história dos lugares e o bonde é vintage.

Melhores Museus em Melbourne

Royal Exhibition Building

Nós mencionamos ótimas galerias em Melbourne, mas há museus e outros espaços de exposição que você pode visitar.

O museu mais importante da cidade é o Melbourne Museum, que conta com uma grande coleção de objetos relacionados à natureza e história, além de uma área dedicada às crianças, que sempre estão por lá. Até os 16 anos, a entrada é gratuita!

Animais, plantas, fósseis e cultura aborígene são apenas alguns dos temas que o Melbourne Museum aborda. Além disso, o ingresso não é caro, $15 para adultos.

O Melbourne Museum está localizado nos Carlton Gardens, que são belos jardins ao norte do CBD. Ali também fica o Royal Exhibition Building, um dos prédios mais importantes de Melbourne e que é Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Ele foi construído entre 1879 e 1880 para a Exposição Internacional de 1880-1881, sendo um dos melhores exemplos de prédios erguidos para esses eventos e que ainda está em bom estado.

O projeto é do arquiteto Joseph Reed, que também planejou a State Library of Victoria e o Town Hall.

Atualmente, o Royal Exhibition Building continua recebendo eventos, principalmente exposições especiais do Melbourne Museum.

Principais Pontos Turísticos de Melbourne: O que fazer em Melbourne?
Carlton Gardens, onde ficam o Melbourne Museum e o Royal Exhibition Building

Ao sul do centro está localizado o bairro de Southbank, onde fica uma região chamada de Melbourne Arts Precinct, que concentra eventos culturais e entretenimento.

O principal destaque é o Arts Centre Melbourne, com teatros e locais para apresentações, como o Hamer Hall.

Vale a pena ficar de olho no site do Arts Centre Melbourne, porque há eventos de todos os tipos, inclusive do The Australian Ballet.

Ali pertinho ainda fica o Melbourne Convention and Exhibition Centre, que conta com exposições temporárias de peso.

Melbourne também possui museus com temas específicos, com destaque para:

  • Australian Sports Museum: é um museu dedicado aos esportes australianos mais famosos, como críquete, corrida de cavalo e futebol. A área sobre a participação australiana nas Olimpíadas é elogiada. Faz sentido visitar esse museu se você é um apaixonado por esportes. Saiba que o ingresso que mais vale a pena é o combinado com o tour guiado ao Melbourne Cricket Ground (MCG), o principal estádio de críquete de Victoria. O ingresso adulto combinado custa $40 (dólares australianos).
  • Old Melbourne Gaol: é uma prisão antiga no centro de Melbourne, construída em meados do século XIX. Essa prisão foi um símbolo de autoridade durante muito tempo, abrigando desde pessoas com problemas mentais até bandidos lendários. Atualmente, a Old Melbourne Gaol é um museu visitado por ter aprisionado Ned Kelly, o fora-da-lei mais famoso da Austrália, que desafiou as autoridades locais com seu bando e virou protagonista de muitos filmes. O ingresso adulto custa $32,08 comprando online.
  • Museum of Chinese Australian History: é menos conhecido pelos turistas, mas elogiado por quem deseja aprender sobre a história dos chineses em Victoria.
  • ArtVo: é uma galeria de ilusão de óptica, que as famílias adoram visitar. Porém, o ingresso adulto é um pouco salgado, $28.

Além dos museus, há vários teatros clássicos em Melbourne localizados no centro. A maioria deles é focada em musicais.

Forum Melbourne

Por exemplo, The Regent Theatre é uma construção suntuosa de 1929 e que hoje exibe musicais tradicionais, como Moulin Rouge.

Já o Princess Theatre é mais antigo, de 1886, época na qual a cidade tinha muito dinheiro. A parte interna do teatro é muito bonita, mas a fachada parece um palácio.

Atualmente, o Princess Theatre também recebe musicais, como sobre a saga Harry Potter.

Outro teatro antigo é o Her Majesty’s Theatre, que também possui apresentações de musicais clássicos.

Já o Forum Melbourne recebe mais shows musicais variados e chama a atenção pela arquitetura com inspiração mourisca. É um prédio bem diferente e bonito.

Aquário, Zoológico e Santuário

Passar as férias na Austrália é a chance que muitos viajantes procuram para ver os animais australianos, que encantam os turistas.

Há vários locais que você pode visitar tendo esse intuito. O Healesville Sanctuary é um dos melhores, estando apenas a 1h de carro do centro de Melbourne.

A quantidade de animais no Healesville Sanctuary é grande, desde o famoso canguru vermelho até o ornitorrinco.

Uma dica é ir a um zoológico focado nos animais típicos, como o Healesville Sanctuary, já que os grandes zoológicos demoram muito para serem visitados.

Mais perto do centro fica o Melbourne Zoo, mas é um zoológico tradicional, com vários tipos de animais, e costuma ficar mais cheio do que o Healesville Sanctuary.

Outra atração é o SEA LIFE Melbourne Aquarium, muito popular entre os moradores e famílias, por isso é comum ficar lotado.

O foco do Melbourne Aquarium é transportar os visitantes para os mares australianos e da antártica, com destaque para o crocodilo de água salgada.

Praias em Melbourne

Principais Pontos Turísticos de Melbourne: O que fazer em Melbourne?
Praia de Saint Kilda

Nós pegamos muito sol nas nossas férias em Melbourne e, por mais que ainda não estivesse tão quente, valeu a pena ter ido à praia, especificamente a Praia de Saint Kilda.

Essa praia e o bairro de mesmo nome são acessíveis usando o VLT com o cartão MyKi do transporte público de Melbourne.

Essa praia possui a cor do mar azul com uma faixa de areia razoável. Realmente, Saint Kilda não é Gold Coast ou Byron Bay, mas já quebra um galho.

Nessa região, há o mais famoso parque de diversão da Austrália, o Luna Park. A entrada do parque assusta um pouco, uma grande boca de palhaço. É mais um local curioso do que bonito.

Na região da Saint Kilda há ainda muitos cafés, restaurantes e lojas, principalmente na Fitzroy Street.

Casas de banho na Praia Brighton. Fonte: Wikimedia

Apesar da Praia Brighton perder em popularidade para a Praia de Saint Kilda, sua história é única e a torna um lugar interessante.

A Praia Brighton foi durante muitas décadas a área veraneio dos moradores de Melbourne.

Prezando pelos “bons costumes”, foram construídas casas de banho, isso há mais de um século.

Essas belas casinhas coloridas transformaram a praia e até hoje atraem turistas e moradores, a maioria buscando belas fotos.

Outros pontos turísticos de Melbourne

  • Docklands: é uma área à beira-mar pertinho do centro e acessível de bonde, sendo moderna. As docklands possuem empreendimentos residenciais, área comercial e entretenimento.
  • Fitzroy Gardens: são jardins muito elogiados pelos moradores para caminhar com os cachorros ou simplesmente descansar. Sua localização é central, perto da St Patrick’s Cathedral.
  • Melbourne Skydeck: possui a melhor vista da cidade, estando localizado no edifício Eureka Tower em Southbank. São quase 300 metros de altura!

Mapa turístico de Melbourne

Confira no mapa a localização dos principais pontos turísticos de Melbourne mencionados ao longo deste artigo. Basta clicar no “botão com seta” para acessar a legenda do mapa.

Melhores passeios a partir de Melbourne

Principais Pontos Turísticos de Melbourne: O que fazer em Melbourne?
Great Ocean Road. Fonte: Pixabay

Quando se fala em passeios de um dia a partir de Melbourne, a variedade de opções é muito boa, começando pela famosa Great Ocean Road.

Essa rodovia margeia uma parte da costa sul australiana, tendo as enormes falésias como principal atração.

Devido à erosão do mar, parte das falésias se separou, são os 12 apóstolos. A beleza da região é um espetáculo!

A forma mais barata de conhecer a Great Ocean Road é alugar um carro, principalmente quando a viagem for em grupo, mas também há boas excursões pela Great Ocean Road saindo de Melbourne.

Outra day-trip em Melbourne bastante procurada é ir a Phillip Island, uma ilha com vida selvagem e que abriga os menores pinguins do mundo.

Entre o pôr do sol e a noite, os pinguins voltam do dia de pescaria, fazendo a alegria dos turistas. Porém, muitos turistas usam flashes nas fotos. Não faça isso, porque essa luz forte estressa os pinguins.

Na Phillip Island, há outras atrações relacionadas à natureza, como centros de conservação de coalas.

Para aproveitar várias praias preservadas, você pode visitar a Mornington Peninsula, localizada entre a Baía de Port Phillip e o mar aberto.

As praias voltadas ao oceano são as melhores, como Sorrento Ocean Beach. Já as cidades pequenas e charmosas são banhadas pelas águas da Baía de Port Phillip, como Sorrento e Portsea.

Yarra Valley. Fonte: Wikimedia

São apenas 40 minutos de carro até o Dandenong Ranges National Park, uma das melhores áreas de preservação para fazer um passeio a partir de Melbourne.

O Dandenong Ranges National Park possui florestas densas e frescas, por isso é muito procurada no verão, quando Melbourne fica quente demais.

Não podemos deixar de mencionar as vinícolas próximas a Melbourne, no Yarra Valley. Essa é a mais antiga região produtora de vinho do estado de Victoria.

O Yarra Valley tem a paisagem completamente diferente do cenário da capital, com campos verdes e muitos cangurus, por isso, é um dos principais pontos turísticos de Melbourne.

Há boas opções de excursões para o Yarra Valley que incluem até o almoço na vinícola.

Além desses passeios em Melbourne, saiba que de junho a setembro as estações de esqui ficam abertas.

O que fazer em Melbourne de graça?

Como você pode notar ao longo deste artigo, há muito o que fazer em Melbourne de graça, começando por caminhar e fotografar o CBD.

Há muita beleza nos prédios governamentais e nas igrejas da era vitoriana. Os dias de sol são os melhores para conhecer essas atrações.

Como mencionamos, há a opção de um free tour pelo centro de Melbourne, mas é preciso dar uma gorjeta, não é gratuito.

Quando a previsão indicar chuva, selecione os museus e galerias gratuitos, como o Old Treasury Building, para entender a história do estado de Victoria e de Melbourne.

O Ian Potter Centre: NGV Australia e a NGV International na St Kilda Road são atrações culturais de peso e sempre gratuitas.

É claro que um dia de sol deve ser dedicado ao Jardim Botânico e ao Shrine of Remembrance e a continuação do dia pode ser em St. Kilda.

Nós recomendamos que você fique de olho nos eventos e exposições temporárias que ocorrerão durante suas férias. É provável que aconteçam eventos gratuitos.

O que fazer em Melbourne com chuva?

As cidades da Austrália costumam ter muitas atrações ao ar livre, mas é preciso ter cartas na manga sobre o que fazer em Melbourne com chuva.

Nossa sugestão é usar o VLT gratuito para circular entre os museus, prédios históricos e galerias localizados no centro, evitando ao máximo caminhar na chuva.

A Fed Square é um bom lugar a visitar em Melbourne com chuva, porque concentra três galerias importantes e diferentes em si.

Para quem busca um museu grande, o Melbourne Museum é a melhor opção. Mas lembre-se de voltar aos Carlton Gardens com sol, porque esses jardins são bonitos e rendem belas fotos.

Uma visita mais relax é ir ao Queen Victoria Market e aproveitar para comprar lembrancinhas das férias.

Para tornar o dia de chuva mais interessante, vale a pena conferir os musicais nos teatros antigos ou ir a uma apresentação de alguma banda. Tenho certeza que participar de um evento diferente vai marcar suas férias.

Roteiros de viagem a Melbourne de 1 a 5 dias inteiros

O que fazer em Melbourne em 1 ou 2 dias?

O roteiro de viagem de apenas 1 dia inteiro em Melbourne é bem corrido. Nossa recomendação é apenas passear pelo centro, fotografando os monumentos antigos.

É possível dedicar algumas horas para o Jardim Botânico e terminar à noite em um dos muitos bares no terraço.

Normalmente, só sugerimos fazer visitas internas a museus e galerias se você tiver pelo menos 2 dias inteiros. Nesse caso, dá para ir a alguns museus.

O que visitar em Melbourne em 2 dias inteiros inclui a Biblioteca do Estado, ir ao Ian Potter Centre, entrar nas belas igrejas e aproveitar os parques.

Nos roteiros de viagem mais corridos, vale a pena usar o transporte público, como o VLT gratuito no centro.

O que fazer em Melbourne em 3 ou 4 dias?

No roteiro de viagem a Melbourne de 3 dias, já é possível visitar as praias próximas, caso você viaje nos meses quentes.

Além disso, você conseguirá passear com calma em mais museus e galerias, assim como participar de eventos.

o que fazer em Melbourne em 4 dias pode incluir algum passeio de um dia. Há muitas opções, como já mostramos.

O que fazer em Melbourne em 5 dias ou mais?

Dá para passar mais de 5 dias inteiros em Melbourne, mas é preciso ir além da cidade e visitar outros destinos de Victoria.

O melhor é alugar um carro e conhecer várias atrações em um mesmo dia.

Esperamos que as dicas sobre os principais pontos turísticos de Melbourne tenham sido úteis! Leia também nosso artigo completão sobre onde se hospedar em Melbourne nos hotéis que valem a pena!

Boa viagem!

Comparador de seguro viagem Seletor de hotéis

Teste o seletor de hotéis do Guia!

PLANEJAMENTO DE VIAGEM

Reserva de hotéis

RESERVA DE HOTÉIS

Utilize o nosso link do Booking para conseguir as melhores ofertas de hotéis, pousadas e albergues.

O Booking oferece muitas vantagens: preços baixos, cancelamento gratuito de reservas, não é cobrada taxa de reserva e geralmente o pagamento é realizado somente na hora do check-in ou do check-out, na acomodação.

Melhor localização

CHECAR LOCALIZAÇÃO

Encontrou um hotel, mas não tem certeza se ele é bem localizado? Tire a dúvida com esta ferramenta gratuita. Ela analisará a localização, de acordo com uma metodologia específica, e atribuirá uma nota.

Vale dizer que a melhor área possível para se hospedar é aquela área agradável, segura, com acesso ao transporte público, restaurantes e próxima aos principais pontos turísticos.

Melhores hotéis

SELETOR DE HOTÉIS

O Seletor de Hotéis é uma ferramenta online, totalmente gratuita, que seleciona os hotéis, hostels, apartamentos, pousadas e hotéis-fazenda mais adequados ao perfil do viajante. Por meio de um método matemático, o Seletor de Hotéis descobre os hotéis perfeitos para você em qualquer cidade do mundo.

A única coisa que o viajante deve fazer é elencar (de 1 a 5) suas prioridades em relação às características dos hotéis. Qual é a ordem de importância das características do hotel para o viajante? Por exemplo: melhor localização, menor preço, maior qualidade, mais reservado e tamanho do hotel.

Reserva de carros

ALUGUEL DE CARROS

O Rentcars é um comparador de preços para encontrar a melhor tarifa no aluguel de carros em mais de 140 países.

Há várias vantagens em utilizar o serviço: não há cobrança de IOF, você pode realizar parcelamento, são muitas locadoras comparadas e não há cobrança de taxa para emissão da sua reserva.

Além disso, por padrão estão inclusas nas diárias Rentcars: quilometragem livre, proteção básica e as taxas administrativas da locadora.

Melhores seguros viagem

SEGURO VIAGEM

Tá em dúvida sobre qual seguro viagem comprar? O SegurosPromo é um comparador de seguros viagem que te ajuda a encontrar os melhores preços das principais seguradoras.

Utilize o nosso link para conseguir os preços mais baixos, bem como o cupom de desconto NOMADEDIGITAL5 para ganhar 5% de desconto.

Podcast de viagem

GUIA DE VIAGEM

O Papo Viagem Podcast é um guia de viagem em áudio gratuito sobre vários destinos que conhecemos.

Nós contamos a nossa experiência nas cidades e passamos dicas sobre onde se hospedar, melhor época para viajar, atrações e muito mais.

Loja do viajante

LOJA DO VIAJANTE

Sabe quando você utiliza um check-list de viagem e descobre que faltam alguns itens para a sua bagagem?

Selecionamos produtos importantes que nós utilizamos e recomendamos você levar na sua viagem. Eles estão apresentados na Loja do Viajante

Sobre o autor

Internacionalista, jornalista e viajante apaixonada por cultura e história, todos os dias eu consigo unir minhas paixões escrevendo no Guia do Nômade Digital. Acredito que ler e se informar transformam as férias em uma experiência inesquecível. Já escrevi um guia de viagem sobre a Cidade do México e apresentei mais de 80 episódios do Papo Viagem Podcast.

Sem Comentários

    Deixe um Comentário

    error: Conteúdo protegido.