Menu
Europa

O que Fazer em Londres? +35 Pontos Turísticos de Londres

Atualizado em: 15 de março de 2021

Londres é uma cidade com muitas atrações imperdíveis, quase impossível escolher as melhores. São parques lindos, museus memoráveis gratuitos, muita história e muita modernidade, tudo isso misturado com noites e dias agitados. Há muito o que fazer em Londres!

Muito planejamento e vários dias são necessários para aproveitar bem as férias na cidade.

Pensando em te ajudar no planejamento, nós elaboramos este artigo, que traz os principais pontos turísticos de Londres e outras dicas de planejamento.

O post está organizado da seguinte maneira:

Leia também nosso artigo especial sobre onde se hospedar em Londres bem localizado e em hotéis que valem a pena!

O que fazer em Londres? Principais pontos turísticos

  • National Gallery
  • Churchill War Rooms
  • St. James’s Park e Palácio de Buckingham
  • Museu Britânico
  • Museu Victoria e Albert
  • Tower Bridge
  • Hyde Park e outros parques de Londres
  • Torre de Londres
  • Palácio de Westminster e o Big Ben
  • Abadia de Westminster
  • St. Paul’s Cathedral
  • Mercados de Londres
  • Museu de História Natural
  • Greenwich
  • Notting Hill
  • Sky Garden e The Shard
  • London Eye
  • Pubs e o Soho

National Gallery

O que Fazer em Londres? +35 Pontos Turísticos de Londres

Com um acervo de mais de 2 mil pinturas, a National Gallery é uma das mais importantes galerias do mundo, tendo obras que abrangem o período do século XIII até o século XX.

A National Gallery possui muitas obras raras que a tornam tão visitada.

Por ser uma galeria gigantesca, vale a pena escolher os períodos históricos que mais te interessam. Assim, a visita não ficará cansativa.

A National Gallery foi uma das atrações de Londres que mais nos marcou, porque vimos pinturas de Van Gogh, muitas obras italianas da Renascença e também pinturas de artistas flamengos.

National Gallery

Na frente da National Gallery fica a famosa Trafalgar Square, projetada no século XIX como uma homenagem as vitórias inglesas nas Guerras Napoleônicas.

A Trafalgar Square foi revitaliza do início do século XXI, reforma que deu preferência aos pedestres, que lotam as redondezas da National Gallery, National Portrait Gallery e a Igreja de Saint Martin-in-Fields.

Saiba que a National Gallery tem entrada gratuita. Para mais informações, acesse o site oficial.

Churchill War Rooms

O que Fazer em Londres? +35 Pontos Turísticos de Londres
Fonte: Flickr

Churchill War Rooms é uma das atrações de Londres mais elogiadas, porque nada mais é do que o bunker usado por Churchill e outros oficiais britânicos.

Era a partir de lá que eles despachavam e tomavam decisões extremamente relevantes durante a Segunda Guerra Mundial. Enquanto isso, na superfície, as bombas nazistas não paravam de cair.

Além dos quartos e salas, há uma exposição focada na vida inteira de Winston Churchill.

Para quem gosta do tema Segunda Guerra, os Churchill War Rooms são imperdíveis. E são fáceis de visitar, porque estão localizados bem perto do St. James’s Park e do Palácio de Buckingham.

Saiba que os Churchill War Rooms fazem parte do Imperial War Museum, que conta com cinco museus ao total.

Em Londres, você ainda pode visitar o Imperial War Museum London, fundado em 1917 e que tem uma extensa coleção de guerras e conflitos nos quais os britânicos estiveram envolvidos desde 1914.

Há poucos anos, o Imperial War Museum London foi reformado e hoje está mais interativo.

O museu-navio HMS Belfast também faz parte do complexo de museus do Imperial War Museum. O ingresso adulto para Churchill War Rooms custa £ 25. Para mais informações, acesse o site oficial.

St. James’s Park e Palácio de Buckingham

St. James's Park e Palácio de Buckingham
St. James’s Park

O St. James’s Park é um parque fácil de visitar, porque fica em uma região muito procurada pelos turistas.

Tendo como vizinhos o Palácio de Buckingham, St. James’s Palace e o Palácio de Westminster, o St. James’s Park é uma parada quase obrigatória.

Nesse parque, há um grande lago e belas vistas das construções próximas, inclusive da London Eye. Nós vimos muitos esquilos por lá, assim como áreas tranquilas para caminhas.

Uma das atrações do St. James’s Park ocorre às 14h30min., quando os pelicanos são alimentados.

É claro que o passeio ao St. James’s Park acaba levando ao Palácio de Buckingham

Construído no início do século XIII, o Palácio de Buckingham se tornou a residência oficial da Família Real somente em 1837, antes esse posto pertencia ao Palácio de Kensington.

De agosto e setembro, é possível visitar alguns aposentos reais, mas a atração mais relevante fica aberta o ano inteiro, é a Queen’s Gallery, que possui exposições de tesouros reais. Os estábulos reais também estão abertos ao público, de abril a dezembro.

Além do próprio Palácio de Buckingham, há o gigantesco monumento a Rainha Victoria, lugar ideal para tirar belas fotos, e a troca de guarda.

Para mais informações, acesse o site oficial do Palácio.

Museu Britânico

O que Fazer em Londres? +35 Pontos Turísticos de Londres
Ao centro, a Pedra Roseta

O Museu Britânico ou British Museum é respeitadíssimo no mundo inteiro por ter uma coleção enorme e rara. Há peças de vários continentes, como não havíamos visto anteriormente em nenhum museu.

Contudo, um dos pontos altos é a incrível Pedra Roseta, que permitiu decifrar os hieróglifos, e a área egípcia.

Como nós já tínhamos visto bastantes objetos egípcios em outros museus, chamou-nos a atenção as áreas dedicadas à Oceania e ao Japão. Mas a exposição egípcia é enorme.

O Museu Britânico tem entrada gratuita. Para mais informações, acesse o site oficial. Há também opção de free tour e visita guiada.

Museu Victoria e Albert – V&A

Museu Victoria e Albert – V&A
Sala com esculturas renascentistas. Fonte: Flickr

O Museu Victoria e Albert é o maior museu de arte decorativa, artes aplicadas e design de todo o mundo, possuindo uma coleção maravilhosa e variada.

Moda, cerâmica, esculturas e joias são alguns dos destaques da coleção permanente. Além disso, todos os anos acontecem exposições temporárias de peso.

Se você gosta de arte decorativa e de esculturas (principalmente da Renascença), o Museu Victoria e Albert deve estar no seu roteiro de viagem a Londres.

Além disso, ele é mais um museu gratuito na cidade. Sua única preocupação será definir quais salas e galerias visitar, porque há muitas!

Tower Bridge

O que Fazer em Londres? +35 Pontos Turísticos de Londres

A belíssima Tower Bridge é uma ponte-báscula sobre o Rio Tâmisa mais famosa.

Sua beleza é ainda mais incrível de perto, quando o contraste entre suas torres neogóticas e seus braços azuis se destaca.

Passar pela Tower Bridge não pode ficar de fora sobre o que fazer em Londres. Há ainda uma exibição dentro da Tower Bridge, caso seja do seu interesse, com ingresso pago.

Hyde Park e outros parques de Londres

Hyde Park e outros parques de Londres
Palácio de Kensington

Londres é uma cidade que te convida a ficar dentro dos seus maravilhosos museus, mas também ficar do lado de fora nos muitos parques.

O Hyde Park é o mais conhecido dos parques londrinos, estando tão ligado ao Kensington Gardens.

O Hyde Park é o maior parque de Londres, lugar ideal para caminhadas e pegar um solzinho, quando este aparece. Por ser um local bem cuidado, com belos jardins e árvores, vale a visita. Passe o lago Serpentine e vá ao Kensington Gardens.

Um pouco menos central, porém igualmente belo e com muitas flores, há o Regent’s Park, porque organização e muita beleza abundam nesse parque real.

As principais atrações são os jardins meticulosamente simétricos. Procure pelas rosas, caso você vá na primavera, são perfumes e espécies variadas dessa planta presente em toda a Europa.

Já o Hampstead Heath fica na região de Hampstead, um lugar charmoso com mansões que parecem saídas de filme.

O Hampstead Heath é um parque muito grande, que se assemelha mais a um pedaço da zona rural na cidade, uma área de campo mesmo. Por isso, é um local para entrar em contato com a natureza. A partir de lá também se tem vistas lindas do centro.

O Primrose Hill também possui belas vista de Londres, mas está mais perto da área turística, principalmente do Regent’s Park. Os moradores aproveitam essa área verde para fazer piquenique e curtir o pôr do sol.

Nós visitamos o Primrose Hill logo após o passeio pelo Regent’s Park, afinal, estão muito próximos.

Já no centro de Londres fica o Holland Park, um local super fotogênico e organizado, em uma das áreas mais nobres da capital.

Torre de Londres

O que Fazer em Londres? +35 Pontos Turísticos de Londres

Com uma história milenar recheada de muito sangue, intrigas e joias, a Torre de Londres não pode ficar de fora sobre o que fazer em Londres.

Primeiramente, a Tower of London é um palácio fortificado, construído inicialmente por Guilherme, o Conquistador, no século XI.

Guilherme trouxe as pedras de sua cidade, Caen na Normandia, para construir a Torre de Londres.

Atualmente, essa fortificação é conhecida por abrigar a coleção de joias reais, coleção esta com valor monetário inestimável. Há também inúmeras torres e capelas.

Entre essas torres, destacam-se a Tower Green e seu cadafalso, onde foram executados membros da família real na era Tudor, e a Bloody Tower, na qual dois príncipes foram assassinados.

O ingresso adulto custa £25. Para mais informações, acesse o site oficial. É possível comprar o ingresso online e com antecedência.

Se você gosta de mistérios e lendas, saiba que há um tour guiado com esse tema, sendo bastante elogiado.

Palácio de Westminster e o Big Ben

Palácio de Westminster e o Big Ben

O Palácio de Westminster é uma obra prima neogótica do século XIX. É nesse palácio que se encontram as duas Câmaras do Parlamento do Reino Unido.

O grande destaque é o Big Ben, conhecido como a torre do relógio, mas que na realidade se trata do sino dentro da torre.

No Jubileu da Rainha, a torre do relógio passou a ser conhecida como Elizabeth Tower.

O Palácio de Westminster me surpreendeu pelo tamanho e pela arquitetura. Em um dia de sol, ele fica perfeito nas fotos.

Abadia de Westminster

O que Fazer em Londres? +35 Pontos Turísticos de Londres

Londres está muito ligada a história da monarquia e a Abadia de Westminster tem essa mesma característica.

Foi nessa abadia que inúmeras coroações, casamentos e sepultamentos reais ocorrem durante os últimos mil anos. Assim, quando for visitá-la, fique atento a “presença real” na Abadia de Westminster.

Nós achamos muito caro pagar £18 por pessoa para entrar, por isso escolhemos assistir de graça a um recital de órgão.

Fique atento a programação da Abadia de Westminster e aproveite momentos tranquilos em um lugar lindo e sem gastar nada.

Para mais informações, acesse o site oficial ou compre o ingresso antecipado online.

St. Paul’s Cathedral

St. Paul’s Cathedral

Não tão antiga quando a Abadia de Westminster, a St. Paul’s Cathedral é a igreja mais impressionante de Londres, sem dúvida alguma.

Construída em 1711, a cúpula trilha foi uma inovação para a época, abrigando hoje a Galeria dos Sussurros, a Galeria de Pedra e a Galeria de Ouro.

Vale destacar que apesar da beleza arquitetônica dessa catedral barroca, a St. Paul’s Cathedral é muito procurada pelos visitantes que querem subir até a última cúpula, conseguindo ter uma vista de 85 metros de altura e 360 graus.

O ingresso adulto custa £17. Para mais informações, acesse o site oficial ou compre o ingresso antecipado online.

Mercados de Londres

Assim como Londres é conhecida pelos museus gratuitos e ótimas áreas verdes, há muitos mercados na cidade.

O Borough Market é um dos mais visitados, até porque é um mercado gourmet. Lá há venda de produtos in natura e produtos prontos para o consumo, como pães, bolos e comida para levar.

Os turistas gostam muito do requinte de muitos estandes, principalmente os de produtos raros, como trufas e carnes de animais exóticos. Provar algumas delícias de graça também faz parte da visita ao Borough Market.

Tão famoso e muito maior do que Borough Market é o Camden Market, um verdadeiro complexo de mercados de rua e fechados.

Composto por cinco mercados distintos (Stables Market, Lock Market, Lock Village; Buck Street e o Inverness Street Market), o Camden Market atrai mais de 10 milhões de visitantes todos os anos.

No Lock Market e no Stables Market, há comidas de diversos países e produtos de melhor qualidade. Aliás, o Lock é o coração do Camden Market, com uma variedade de roupas, artesanato e culinária.

Já o Covent Garden Market é super tradicionais, também composto por vários mercados.

No Apple Market há uma variedade de artesanatos. O East Colonnade Market possui muitos produtos para casa. Já o Jubilee Market muda todos os dias, desde antiguidades até artesanato.

Há outros mercados em Londres, como:

  • Brick Lane Market: mercado de rua que acontece aos domingos;
  • Old Spitalfields Market: é um mercado fechado bem organizado e com muitas opções de lugares para comer e comprar;
  • Southbank Centre Market: é focado em comidas de diversos países, funcionando de sexta a domingo e durante os feriados na segunda-feira.

Museu de História Natural

Museu de História Natural

Passeio imperdível para os pequenos, os apaixonados por dinossauros e todos aqueles que gostam da história natural. O Museu de História Natural é para todos.

Surpreenda-se com o esqueleto do Diplodoco logo na entrada, vá direto para área dos dinossauros (há filas) e curta um T. Rex que parece de verdade. Há ainda a área de geologia com foco em pedras preciosas belíssimas.

O Museu de História Natural de Londres tem entrada gratuita.

O que fazer em Greenwich?

O que Fazer em Londres? +35 Pontos Turísticos de Londres
Vista a partir do Greenwich Park

O bairro de Greenwich se localiza na porção sul de Londres e possui uma tranquilidade e ritmo próprios impressionantes. Os grandes destaques são o Royal Observatory e o Greenwich Park.

No Royal Observatory, há a linha imaginária do meridiano de Greenwich. Você deve pagar para por os pés em lados opostos do meridiano, mas há salas de exposição interativas gratuitas, ideal para os apaixonados pelos mistérios do universo.

Como o Greenwich Park é um parque gigantesco, não conseguimos conhecê-lo a fundo, mas pelo que vimos, esse parque possui grandes gramados com árvores e muitos esquilos. As vistas para também são belíssimas.

Gostamos também de visitar de graça o Old Royal Naval College, que tem no Painting Hall uma obra de arte, todo decorado com pinturas.

Lá também fica o Museu Marítimo Nacional, tendo entrada totalmente gratuita.

Notting Hill

Notting Hill

Notting Hill é conhecido mundialmente pelo filme “Um lugar chamado Notting Hill”, mas realmente o bairro é encantador, possuindo uma atmosfera própria.

A principal atração de Notting Hill é o Portobello Market, um mercado de rua famoso em Londres.

Fique atento a arquitetura das casas e suas cores, bem diferentes do restante de Londres.

Há também um free tour por Notting Hill bastante elogiado, no qual é preciso dar uma gorjeta.

Sky Garden e The Shard

O que Fazer em Londres? +35 Pontos Turísticos de Londres
Sky Garden. Fonte: Wikimedia

O Sky Garden é um jardim, mirante e área com restaurantes no topo de um dos prédios da City, com vistas exuberantes da Tower Bridge e da Torre de Londres.

As vistas são uma das mais bonitas de Londres de verdade e ainda é de graça. O importante é apenas reservar um horário para fazer a visita, mas você não pagará nada mesmo.

Veja mais informações e faça sua reserva pelo site oficial.

Do outro lado do Rio Tâmisa fica o prédio The Shard, o mais alto da cidade. É possível visitar o mirante do local, porém é pago e é caro. O ingresso padrão custa £25.

London Eye

London Eye

A maior roda gigante do Hemisfério Norte trouxe um belo contraste a Londres.

A London Eye permite aos visitantes verem até 40 quilômetros de distância, contemplando as belezas de uma cidade plana, desde os anos 2000.

A fila é muito grande para ficar meia hora nos ares, por isso compre o bilhete pela internet e/ou vá cedo ou mais tarde, fugindo, assim, das filas gigantescas.

O ingresso adulto custa £24,50 e é possível comprar o ingresso antecipado online.

Pubs e o Soho

Londres e pubs estão super interligados. Logo pensamos, “vamos para Londres, iremos a muitos pubs todos os dias”.

Conhecer as regiões cheias de pubs legais deve estar na lista de o que fazer em Londres. O Soho é um dos melhores bairros para fazer isso.

No Soho há inúmeros pubs, restaurantes e casas noturnas, além de muitas opções para o público LGBT.

Esse bairro era conhecido por ser o bairro gay de Londres, mas é frequentado por todos os públicos.

Durante o dia, o Soho oferece restaurantes e lanchonetes variadas. Mas é a noite que o bairro ferve, principalmente após o trabalho, depois das 18h.

Mapa de Londres com pontos turísticos

Confira no mapa a localização das atrações de Londres mencionados neste artigo. Basta clicar no “botão com seta” para acessar a legenda do mapa!

O que fazer em Londres de graça?

Memorial Fonte da Princesa de Gales no Hyde Park

Felizmente, há muitas atrações gratuitas em Londres, incluindo a maioria dos museus, instituições super renomadas e com coleções enormes.

Nós aproveitamos muito os pontos turísticos de Londres gratuitos, mais do que os pagos.

Nossa recomendação é ir em pelo menos a três museus excelentes: National Gallery, Museu Britânico e Museu Victoria e Albert (V&A).

Em termos de parques, o Hyde Park e o Regent’s Park foram os que nós mais gostamos, assim como as vistas do Primrose Hill.

Para visitar a Abadia de Westminster, vale demais participar de algum evento e ainda entrar de graça.

Nós gostamos muito da arquitetura de Londres, que varia de bairro a bairro, como em Notting Hill e Greenwich.

Visite também os excelentes mercados, deixando o orçamento para comprar comida e lembrancinhas.

Para curtir vistas incríveis da City, basta reservar um horário e dia no Sky Garden sem pagar nada.

Também há ótimos tours gratuitos em Londres, nos quais você só pagará uma gorjeta. Veja as melhores opções:

Roteiros de viagem a Londres de 1 a 6 dias

O que fazer em Londres em 1 e 2 dias?

Como você pode perceber neste artigo, Londres é uma cidade enorme, com atrações espalhadas por vários bairros.

Se você tem apenas 1 dia inteiro, não recomendamos visitar museus ou caminhar horas pelos parques.

O melhor é visitar os pontos turísticos mais icônicos só por fora, desde que sejam locais próximos uns dos outros.

É caminhando entre as atrações (quando for possível) que você sentirá o clima da cidade.

Para o roteiro de viagem de 2 dias inteiros, já é possível visitar um museu. Mas escolha apenas um e aproveite bastante o escolhido.

Além disso, será possível entrar nas igrejas, subir o Sky Garden e aproveitar algum parque mais central, como o Hyde Park.

O que fazer em Londres em 3 e 4 dias?

O roteiro de viagem a Londres de 3 dias inteiros exige que você organize a visita às atrações por área geográfica. Isso faz com que você economize tempo com deslocamentos.

Uma sugestão é visitar em um dia a região de Westminster, outro dia a City e o terceiro dia para algum museu e parque não tão central, como o Museu Britânico e o Regent’s Park, que estão localizados próximos.

O que fazer em Londres em 4 dias pode incluir outros bairros, como Greenwich, que fica distante do centro, ou Notting Hill.

Tendo 4 ou mais dias, você poderá visitar pelo menos 3 museus excelentes com calma, vários parques e atrações famosas.

Sempre fique de olho no clima para saber o que fazer em Londres com chuva.

O que fazer em Londres em 5 e 6 dias?

Para quem tem entre 5 e 6 dias inteiros, é essencial elencar quais atrações pagas fazem sentido para você.

Além disso, você poderá organizar o roteiro de acordo com o melhor clima e curtir a cidade sem tanta pressa.

Esperamos que as dicas sobre o que fazer em Londres tenham sido úteis para planejar suas férias. Saiba também onde ficar em Londres em bons hotéis bem localizados!

Boa viagem!

Comparador de seguro viagem Seletor de hotéis

Teste o seletor de hotéis do Guia!

PLANEJAMENTO DE VIAGEM

Reserva de hotéis

RESERVA DE HOTÉIS

Utilize o nosso link do Booking para conseguir as melhores ofertas de hotéis, pousadas e albergues.

O Booking oferece muitas vantagens: preços baixos, cancelamento gratuito de reservas, não é cobrada taxa de reserva e geralmente o pagamento é realizado somente na hora do check-in ou do check-out, na acomodação.

Reserva de carros

ALUGUEL DE CARROS

O Rentcars é um comparador de preços para encontrar a melhor tarifa no aluguel de carros em mais de 140 países.

Há várias vantagens em utilizar o serviço: não há cobrança de IOF, você pode realizar parcelamento, são muitas locadoras comparadas e não há cobrança de taxa para emissão da sua reserva.

Além disso, por padrão estão inclusas nas diárias Rentcars: quilometragem livre, proteção básica e as taxas administrativas da locadora.

Melhores seguros viagem

SEGURO VIAGEM

Tá em dúvida sobre qual seguro viagem comprar? A Real Seguro Viagem oferece um comparador de seguros viagem que te ajuda a encontrar os melhores preços das principais seguradoras.

Utilize o nosso link para conseguir os preços mais baixos e com desconto.

Loja do viajante

LOJA DO VIAJANTE

Sabe quando você utiliza um check-list de viagem e descobre que faltam alguns itens para a sua bagagem?

Selecionamos produtos importantes que nós utilizamos e recomendamos você levar na sua viagem. Eles estão apresentados na Loja do Viajante

Melhor localização

CHECAR LOCALIZAÇÃO

Encontrou um hotel, mas não tem certeza se ele é bem localizado? Tire a dúvida com esta ferramenta gratuita. Ela analisará a localização, de acordo com uma metodologia específica, e atribuirá uma nota.

Vale dizer que a melhor área possível para se hospedar é aquela área agradável, segura, com acesso ao transporte público, restaurantes e próxima aos principais pontos turísticos.

Melhores hotéis

SELETOR DE HOTÉIS

O Seletor de Hotéis é uma ferramenta online, totalmente gratuita, que seleciona os hotéis, hostels, apartamentos, pousadas e hotéis-fazenda mais adequados ao perfil do viajante. Por meio de um método matemático, o Seletor de Hotéis descobre os hotéis perfeitos para você em qualquer cidade do mundo.

A única coisa que o viajante deve fazer é elencar (de 1 a 5) suas prioridades em relação às características dos hotéis. Qual é a ordem de importância das características do hotel para o viajante? Por exemplo: melhor localização, menor preço, maior qualidade, mais reservado e tamanho do hotel.

Podcast de viagem

GUIA DE VIAGEM

O Papo Viagem Podcast é um guia de viagem em áudio gratuito sobre vários destinos que conhecemos.

Nós contamos a nossa experiência nas cidades e passamos dicas sobre onde se hospedar, melhor época para viajar, atrações e muito mais.

Sobre o autor

Internacionalista, jornalista e viajante apaixonada por cultura e história, todos os dias eu consigo unir minhas paixões escrevendo no Guia do Nômade Digital. Acredito que ler e se informar transformam as férias em uma experiência inesquecível. Já escrevi um guia de viagem sobre a Cidade do México e apresentei mais de 80 episódios do Papo Viagem Podcast.

Sem Comentários

    Deixe um Comentário

    error: Conteúdo protegido.