Menu
Europa

O que Fazer em Bruxelas? 25 Pontos Turísticos de Bruxelas

Bruxelas é uma cidade cheia de estilos, sabores e belezas diferentes. Há muito o que fazer em Bruxelas para vários públicos.

A capital cosmopolita da União Europeia mescla diversos povos e culturas, mas ainda conserva as belezas de uma cidade europeia histórica.

No post de hoje, você vai descobrir mais de 25 pontos turísticos de Bruxelas que valem a pena serem conhecidos, com muitas dicas de viagem.

Leia também nosso artigo cheio de dicas de hotéis baratos sobre onde ficar em Bruxelas!


O que fazer em Bruxelas: Melhores atrações

  1. Grand Place;
  2. Atrações históricas;
  3. Igrejas em Bruxelas;
  4. Manneken Pis;
  5. Grafites e quadrinhos;
  6. Museus em Bruxelas;
  7. Atomium;
  8. Mercados e feiras em Bruxelas;
  9. Comida típica da Bélgica;
  10. Jardins e parques;
  11. Passeios a partir de Bruxelas.

Grand Place em Bruxelas

O que fazer em Bruxelas
Grand Place. Fonte: Wikimedia

A Grande Praça, ou Grand Place em Francês, é a atração mais importante de Bruxelas.

Considerada uma das praças mais bonitas da Europa (é verdade), a Grande Praça é Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, tamanha sua importância histórica.

A história da Grand Place de Bruxelas começou com um típico mercado ao ar livre.

No decorrer dos séculos, principalmente a partir do século XIV, o local recebeu construções grandiosas, como mansões da elite, tornando-se o centro político e administrativo da cidade.

Entre as belas mansões existentes na Grande Praça, destaca-se o Hôtel de Ville (Prefeitura), uma construção gótica de meados do século XV decorada com muitas estátuas, tantas que não é possível contá-las.

O que fazer em Bruxelas
Hôtel de Ville e outras construções na Grand Place

A altura do prédio da Prefeitura também impressiona, com uma torre com 96 metros de altura. No topo, fica uma estátua do Arcanjo Miguel.

A visita ao hall do Hôtel de Ville é gratuita e há fontes e flores nesse local. Visitar o interior da prefeitura ocorre poucas vezes na semana, apenas terça e quarta.

Vale destacar que a Grand Place foi reconstruída no século XVII, porque os franceses bombardearam Bruxelas nessa época. Uma das construções sobreviventes foi o Hôtel de Ville.

Em 5 anos, a praça foi reconstruída e decorada com mais ouro e detalhes, por isso ela é tão deslumbrante.

Vários eventos são organizados na Grand Place. Quando visitamos Bruxelas, havia um festival de jazz, com muitas apresentações gratuitas espalhadas pela cidade.

Além da própria beleza da Grande Praça, as ruas ao seu redor oferecem muitos tipos de restaurantes, lojas de cervejas belgas, chocolaterias, além dos típicos souvenires.

Nessas ruas, é possível encontrar preços de alimentação mais em conta do que na Grande Praça, mas mesmo assim são preços turísticos, com raras exceções.

Vale muito a pena também curtir a Grand Place à noite, quando o local recebe uma iluminação especial!


Atrações históricas de Bruxelas

O que fazer em Bruxelas
Le Galeries Royales St. Hubert

No Centro Histórico de Bruxelas, há várias construções históricas que merecem ser visitadas, uma delas é Le Galeries Royales St. Hubert.

Le Galeries Royales St. Hubert é a área de compras fechada mais chique e antiga de Bruxelas, inaugurada em 1847.

Com arquitetura neoclássica, lojas sofisticadas e muita beleza, a galeria merece uma visita. O problema é que está sempre lotada. Até a noite, a galeria recebe bastante gente, por causa dos dois teatros, cinema e restaurantes.

Um lugar histórico, com belos prédios neoclássicos e ideal para tirar boas fotos, é o Mont des Arts, que fica entre o Palácio Real e a Grand-Place.

De lá dá para ver a torre do Hôtel de Ville. Aliás, essa região foi totalmente modificada. Só na década de 1950, as reformas foram finalizadas com a construção de prédios belíssimos, que abrigam 10 instituições culturais, como os Museus de Belas Artes da Bélgica, a Biblioteca Real e outros.

No Mont des Arts, você encontra também o Carillon du Mont des Arts, que é um relógio com estátuas de figuras históricas de Bruxelas e com 24 sinos que tocam música a cada hora.

O que fazer em Bruxelas
Palácio Real

Próximo do Mont des Arts fica o Palácio Real, no local do histórico Castelo de Coudenberg. A fachada neoclássica do Palácio Real impressiona, mas durante quase todo o ano, a única coisa que os visitantes veem é a fachada.

O Palácio Real só abre ao público no verão, especificamente após 21 de julho, mas tem entrada gratuita. Se você tiver a oportunidade, faça a visita, porque o interior do Palácio Real é bem bonito.

O Palácio Real é ligado pela Rua de la Regence até o Palais de Justice, que é uma construção enorme. Parece que era o maior prédio do mundo em 1883.

Na frente dos Tribunais fica a Place Poelaert, com ótima vista da cidade, inclusive dá pra ver o Atomium ao fundo.


Catedral de St. Michael e St. Gudula e outras igrejas em Bruxelas

O que fazer em Bruxelas
Catedral de St. Michael e St. Gudula

A Catedral de St. Michael e St. Gudula é uma igreja que mescla simplicidade e elegância, mesmo sendo uma igreja gótica, que muitas vezes pode ser exagerada.

Essa catedral do século XIII possui tons claros, vitrais belíssimos e imagens de Santos que merecem destaque, principalmente de São Miguel Arcanjo, uma estátua totalmente dourada.

A Catedral de St. Michael e St. Gudula é uma das construções mais antigas de Bruxelas e, realmente, merece uma visita.

Não deixe de visitar também a Igreja de Notre Dame du Sablon, conhecida por ser a mais bela igreja gótica da Bélgica, tanto por fora quanto por dentro.

O que fazer em Bruxelas
Igreja de Notre Dame du Sablon. Fonte: Wikimedia

Seus vitrais têm mais de 15 metros de altura e a fachada parece saída de um conto de fadas.

Outra igreja belíssima é a Basílica do Sagrado Coração (Sacre Cour), que fica na região do Parque Elizabeth, nos limites da cidade. A Basílica impressiona pelo seu tamanho, sendo uma das maiores do mundo. É a quinta maior do mundo.

Da Basílica, tem-se vistas incríveis de Bruxelas e região. Em dias de sol, dá para ver bem longe. Para ter certeza que o mirante estará aberto é melhor chegar entre às 10h e 16h. O ticket custa 5 euros para o mirante.


Manneken Pis

O que fazer em Bruxelas
Manneken Pis

O Manneken Pis é uma pequena estátua de apenas 60 cm de altura, mas que faz os turistas se acumularem na esquina entre as ruas l’Etuve e Chêne, tudo isso porque a estátua é um símbolo de Bruxelas.

O Manneken Pis se tornou uma das atrações mais visitadas de Bruxelas, então, dar uma passadinha por lá não custa nada e você ainda pode comer um waffle na região.

Caso você tenha interesse por essa atração, no Museu da Cidade estão expostos os trajes que o Manneken Pis usa nas épocas comemorativas. Ele já foi vestido até de Elvis!


Quadrinhos em Bruxelas

O que fazer em Bruxelas

Se existe algo que os belgas amam são os quadrinhos, principalmente os seus próprios.

Há inúmeras lojas especializadas em quadrinhos clássicos, modernos e também mangás.

Conhecemos várias lojas muito bacanas, com quadrinhos até em português, um passeio delicioso e que pode render boas lembrancinhas de viagem.

Se você é um super fã de Tin Tin, Smurfs, Suske & Wiske ou Gaston Lagaffe, você deve conhecer o Belgian Comic Strip Center.

Esse museu dedicado aos quadrinhos traz várias tirinhas originais, uma seção inteira dedicada ao Tin Tin e um espaço para leitura de quadrinhos (mais de 20 idiomas).

Vale destacar que o Belgian Comic Strip Center é o melhor museu de quadrinhos do mundo e, portanto, deve estar no roteiro sobre o que fazer em Bruxelas para quem ama essa arte e forma de comunicação.

Por toda a cidade, há também muitas paredes grafitadas com cenas de tirinhas.

Há tours guiados (inclusive de bike) para descobrir essas lindas paredes, mas, de qualquer forma, você verá vários desses exemplos de arte urbana espalhados por Bruxelas.

Pintar as paredes com heróis dos quadrinhos foi uma ideia da Cidade de Bruxelas com o Belgian Comic Strip Center.


Parlamentarium e melhores museus em Bruxelas

O que fazer em Bruxelas
Parlamentarium

A União Europeia escolheu países com histórico de neutralidade e próximos aos centros políticos para serem sedes de suas instituições e a Bélgica foi uma das escolhidas.

Há vários prédios modernos que fazem parte do Parlamento Europeu, com destaque para o Parlamentarium.

O Parlamentarium é um museu interativo que conta a história da formação da União Europeia. O Parlamentarium é super interativo e trazer conhecimento sobre esse importante continente.

A visita ao Parlamentarium deve estar no roteiro sobre o que fazer em Bruxelas somente para quem se interessa pela integração da União Europeia.

Quem não gosta do tema, provavelmente, não se interessará pela exposição. Vale destacar que a entrada é gratuita.

O que fazer em Bruxelas
Museus de Belas Artes da Bélgica. Fonte: TripAdvisor

Caso o Parlamentarium não seja o tipo de exposição que você gosta, não se preocupe, porque há bons museus em Bruxelas.

Para quem se interessa por arte da Bélgica, o museu a visitar é o conjunto de Museus Reais de Belas Artes da Bélgica, que abriga 6 museus, a maioria no Mont des Arts.

O Museu de Arte Antiga ou dos Mestres Antigos é um dos destaques, repleto dos melhores exemplos da pintura flamenga, com destaque para uma sala só com pinturas de Rubens, além de quadros de Van Dyck, Bruegel, Van der Weyden e muitos outros.

Há também a área dedicada à Arte Moderna e contemporânea.

Essa ampla coleção custa apenas 10 euros para adultos e há tarifa reduzida para estudantes. Na primeira quarta-feira do mês a partir das 13h, a entrada é gratuita.

Quem se interessa por conhecer mais sobre a história de Bruxelas, pode visitar o Museu da Cidade (Musée de la Ville de Bruxelles), que fica na Casa do Rei, um prédio belíssimo na Grand Place.

A maioria da coleção é do século XX, mas há tapeçarias antigas. O que mais chama a atenção são as roupas do Manneken Pis. O ingresso custa 8 euros, caro para o que oferece.

Há muitos museus específicos em Bruxelas, como o excelente Museu dos Instrumentos Musicais e tantos outros. Basta procurar o que te interessa mais.


Atomium

O que fazer em Bruxelas
Fonte: TripAdvisor

Conhecido como a Torre Eiffel de Bruxelas, o Atomium foi construído para a Exposição Universal de 1958, com intenção de ser temporário, assim como a Torre Eiffel.

A gigantesca estrutura tem mais de 100 metros de altura e representa uma célula unitária do cristal de ferro, com 9 esferas de 18 metros ligadas por tubos. Impressionante!

Há exposições dentro do Atomium e uma bela vista panorâmica a partir dele.

A visita começa com um elevador que leva até a esfera mais alta e depois é possível caminhar pelas escadas até as outras esferas que formam o Atomium.

Você pode combinar a visita ao Atomium com o Parque do Castelo Real de Laeken.

Informações práticas – O ticket adulto € 15. Aberto todos os dias das 10h às 18h, com poucas exceções. Para mais informações, acesse o site do Atomium ou compre seu ticket antecipado no Get Your Guide, pelo mesmo preço, mas podendo cancelar até 24h antes da visita.


Mercados e feiras em Bruxelas

O que fazer em Bruxelas
Mercado da Place de Jeu de Balle

Mercados de antiguidades sempre atraem turistas e moradores que querem levar algo diferente para casa, normalmente, objetos únicos e muito belos. Bruxelas é cheia de mercados, de antiguidades e outros tipos.

A feira que ocorre na Place de Jeu de Balle é um exemplo de mercado de antiguidade onde você pode encontrar objetos variados, como porcelana, vidros, máquinas fotográficas antigas, pinturas, gravuras e muito mais.

O mercado da Place de Jeu de Balle ocorre todos os dias, mas os melhores dias são sábado e domingo.

Já o Marché du Midi é o maior mercado de Bruxelas e um dos maiores da Europa.

Todos os domingos pela manhã, o Marché du Midi recebe mais de 450 feirantes, que vendem muitos produtos baratos, desde roupas até verduras.

Um dos principais destaques do Marché du Midi é a mistura de sabores, afinal, há produtos de diversas partes do mundo. Os visitantes não perdem a oportunidade de provar as panquecas e crepes marroquinos.

O mercado na Place du Grand Sablon é outro mercado que acontece poucos dias, apenas no final de semana, com destaque para as antiguidades. Essa região é bem bonita e tem lojinhas e chocolaterias interessantes.

Na Place Sainte-Catherine também acontece um mercado, mas com foco em flores e comida, na quinta, sexta e sábado.


Comida típica da Bélgica

O que fazer em Bruxelas

Comida é uma atração importante da Bélgica, por isso não poderia estar de fora do roteiro sobre o que fazer em Bruxelas.

O país se orgulha de ter chocolates maravilhosos, que você encontrará aos montes em qualquer rua próxima à Grande Praça.

Os apaixonados por chocolate podem fazer o tour guiado pelas melhores lojas, com degustação de chocolates belgas e waffles.

É claro que você deve comer os deliciosos waffles como chantilly, frutas e/ou chocolate. Apenas pesquise um pouco o preço, que pode variar bastante.

As batatas fritas também são imperdíveis na Bélgica, com destaque para o moules-frites (mexilhões acompanhados de batatas fritas).

Para saber o que comer em Bruxelas, leia o post sobre as “comidas típicas da Bélgica“. Nós também temos um artigo com dicas de locais para comer barato na cidade “onde comer barato em Bruxelas“.


Jardins e parques

O que fazer em Bruxelas
Place du Petit Sablon

Bruxelas possui vários parques, que são muito utilizados nos meses mais quentes. O Parque do Cinquentenário é um dos mais visitados, porque fica próximo aos prédios da União Europeia e possui atrações.

No Parque do Cinquentenário ficam o Arco do Triunfo do começo do século XX e alguns museus, como o Museu Real das Forças Armadas e da História Militar.

Outro parque famoso fica na frente do Palácio Real, é o Parc de Bruxelles ou Warandepark.

Uma praça bem verde que é muito aproveitada pelos moradores é a Place du Petit Sablon, que fica na frente da Igreja de Notre-Dame Sablon.

Essa praça era originalmente um mercado de cavalos até 1890, quando foi convertida em um jardim com flores e fontes.

Já o Parque do Castelo Real de Laeken é visitado por causa do Castelo, local de moradia da monarquia, e também pelas estufas cheias de flores.

Pena que as estufas só ficam abertas em abril e maio, mas a arquitetura externa já compensa a visita.


Cidades próximas a Bruxelas

O que fazer em Bruxelas
Bruges

Como a Bélgica é um país pequeno, dá para fazer passeios de um dia tranquilamente saindo da capital.

Bruges é o destino mais procurado e realmente vale a visita. Essa foi nossa escolha de passeio de bate e volta a partir de Bruxelas, basta usar o trem para fazer o passeio. Veja nossos artigos sobre Bruges aqui.

Outra cidade que está no roteiro de muitos viajantes é Ghent, ou Gante em português, que possui várias construções históricas, como castelo, igrejas, canais e muito charme.

Por ser uma cidade universitária bem animada, há quem prefira se hospedar por lá.

Infelizmente, é difícil ter tempo para fazer os dois passeios em dias separados e ainda conhecer bem Bruxelas.

Uma alternativa é fazer o tour que inclui as duas cidades em um mesmo dia. O tour que recomendamos é do site Get Your Guide, o maior do mercado europeu.

Esse tour guiado é longo, quase 10h, mas o tempo de deslocamento é pequeno, já que na Bélgica tudo está perto. O legal é que dá para cancelar até 24h antes do passeio, caso aconteça algum imprevisto.


Mapa com as melhores atrações turísticas de Bruxelas

Confira no mapa a localização dos melhores pontos turísticos de Bruxelas. Clique no “botão com seta” para acessar a legenda do mapa.


Quando ir a Bruxelas e quantos dias ficar?

Bruxelas é muito procurada no verão europeu, principalmente de meados de junho até agosto. Essa época tem tempo bom, o problema é a lotação e os preços altos das hospedagens.

O melhor é visitar a cidade e todo o país de abril até começo de junho e em setembro e outubro. Nesses meses, o clima não é tão frio e você consegue escapar da chuva e dos preços elevados.

Decidido o mês da viagem, é preciso saber quantos dias ficar em Bruxelas. O mínimo é dedicar dois pernoites, ou seja, um dia e meio na melhor das hipóteses.

Nesse caso, só dá para conhecer Bruxelas, deixando várias atrações para outra viagem.

O melhor é passar 3 noites em Bruxelas, tendo dois dias inteiros na cidade e, talvez, mais metade de um dia. Com 3 pernoites, dá inclusive para fazer um passeio de bate-volta.

Quem gosta de viagens mais tranquilas e profundas, uma boa ideia é dedicar dois dias inteiros para Bruxelas, um dia para Bruges e um dia para Ghent. Ou seja, 5 pernoites em Bruxelas.

Esperamos que as dicas sobre o que fazer em Bruxelas tenham sido úteis! Leia também nosso artigo cheio de dicas de hotéis baratos sobre onde ficar em Bruxelas!

Boa viagem, Viajante!Salvar

PLANEJAMENTO DE VIAGEM

Reserva de hotéis

RESERVA DE HOTÉIS

Utilize o nosso link do Booking para conseguir as melhores ofertas de hotéis, pousadas e albergues.

O Booking oferece muitas vantagens: preços baixos, cancelamento gratuito de reservas, não é cobrada taxa de reserva e geralmente o pagamento é realizado somente na hora do check-in ou do check-out, na acomodação.

Melhor localização

CHECAR LOCALIZAÇÃO

Encontrou um hotel, mas não tem certeza se ele é bem localizado? Tire a dúvida com esta ferramenta gratuita. Ela analisará a localização, de acordo com uma metodologia específica, e atribuirá uma nota.

Vale dizer que a melhor área possível para se hospedar é aquela área agradável, segura, com acesso ao transporte público, restaurantes e próxima aos principais pontos turísticos.

Melhores hotéis

SELETOR DE HOTÉIS

O Seletor de Hotéis é uma ferramenta online, totalmente gratuita, que seleciona os hotéis, hostels, apartamentos, pousadas e hotéis-fazenda mais adequados ao perfil do viajante. Por meio de um método matemático, o Seletor de Hotéis descobre os hotéis perfeitos para você em qualquer cidade do mundo.

A única coisa que o viajante deve fazer é elencar (de 1 a 5) suas prioridades em relação às características dos hotéis. Qual é a ordem de importância das características do hotel para o viajante? Por exemplo: melhor localização, menor preço, maior qualidade, mais reservado e tamanho do hotel.

Reserva de carros

ALUGUEL DE CARROS

O Rentcars é um comparador de preços para encontrar a melhor tarifa no aluguel de carros em mais de 140 países.

Há várias vantagens em utilizar o serviço: não há cobrança de IOF, você pode realizar parcelamento, são muitas locadoras comparadas e não há cobrança de taxa para emissão da sua reserva.

Além disso, por padrão estão inclusas nas diárias Rentcars: quilometragem livre, proteção básica e as taxas administrativas da locadora.

Melhores seguros viagem

SEGURO VIAGEM

Tá em dúvida sobre qual seguro viagem comprar? O SegurosPromo é um comparador de seguros viagem que te ajuda a encontrar os melhores preços das principais seguradoras.

Utilize o nosso link para conseguir os preços mais baixos, bem como o cupom de desconto NOMADEDIGITAL5 para ganhar 5% de desconto.

Podcast de viagem

GUIA DE VIAGEM

O Papo Viagem Podcast é um guia de viagem em áudio gratuito sobre vários destinos que conhecemos.

Nós contamos a nossa experiência nas cidades e passamos dicas sobre onde se hospedar, melhor época para viajar, atrações e muito mais.

Loja do viajante

LOJA DO VIAJANTE

Sabe quando você utiliza um check-list de viagem e descobre que faltam alguns itens para a sua bagagem?

Selecionamos produtos importantes que nós utilizamos e recomendamos você levar na sua viagem. Eles estão apresentados na Loja do Viajante

About Author

Internacionalista, jornalista e viajante apaixonada por cultura e história, todos os dias eu consigo unir minhas paixões escrevendo no Guia do Nômade Digital. Acredito que ler e se informar transformam as férias em uma experiência inesquecível. Já escrevi um guia de viagem sobre a Cidade do México e apresentei mais de 80 episódios do Papo Viagem Podcast.

No Comments

    Leave a Reply

    error: Conteúdo protegido.