Menu
América do Norte

Museu Real de Ontário em Toronto: O Maior Museu do Canadá

Atualizado em: 3 de dezembro de 2022

O Museu Real de Ontário é o tipo de museu que não se esgota em uma visita. Mesmo em duas ocasiões, nós não conseguimos visitar todas as exposições do ROM (Royal Ontario Museum) e acreditamos que você também não conseguirá.

O ROM é o principal museu de Toronto para quem gosta de ver coleções de fósseis, objetos antigos de arte decorativa e salas dedicadas às civilizações mais relevantes da História, além de grandes exposições temporárias.

Então, o primeiro passo para conhecê-lo é pegar o mapa na bilheteria. O mapa também está disponível no site oficial e ele é imprescindível para você focar nas salas que mais te interessam sem se perder.

Realmente, é essencial elencar algumas exposições como prioritárias e, infelizmente, deixar outras para trás. Caso contrário, o passeio ficará exaustivo.

Neste post vamos apresentar os destaques das nossas duas visitas ao Museu Real de Ontário em Toronto e, assim, te ajudar a decidir o que ver por lá.

O que ver no Museu Real de Ontário em Toronto?

Museu Real de Ontário em Toronto: O Maior Museu do Canadá
Michael Lee-Chin Crystal

O primeiro destaque do Royal Ontario Museum é a fachada voltada para a Bloor Street West, uma extensão do prédio antigo que nada tem a ver com ele, mas sim com a coleção do museu.

São cinco estruturas de metal que se projetam na calçada e se assemelham aos cristais abrigados na sala de mineralogia do ROM. Essa foi a inspiração do arquiteto Daniel Libeskind.

Os “cristais” de metal e vidro que se expandem sobre Bloor Street West são chamados de Michael Lee-Chin Crystal, filantropo que doou $30 milhões ao museu.

No interior do ROM, várias salas da coleção permanente ficam nos “cristais”, inclusive algumas delas são conectadas por pontes. Então, percebe-se a modernidade da estrutura por fora e por dentro.

Porém, o maior destaque ROM é sua coleção permanente, que apresenta temas variados, desde civilizações antigas, até design, dinossauros e pedras preciosas.

Destaques do Level 1 do Royal Ontario Museum

Level 1: em uma extremidade fica a Rotunda e, na outra, estão as salas da China e Coreia.

O Level 1 é o térreo, acessado por duas entradas, uma na Bloor Street West e outra na Queen’s Park Street.

Acessando o museu pela Queen’s Park Street, o primeiro local que você verá é a Rotunda, um hall com teto arredondado (como de uma igreja) adornado com mosaicos dourados que lembram o estilo bizantino.

Entre os mosaicos, há imagens que representam civilizações antigas de todos os continentes, que aliás fazem parte da coleção do Level 3.

Museu Real de Ontário em Toronto: O Maior Museu do Canadá
A Rotunda

De um lado da Rotunda fica uma área dedicada às exposições temporárias e do outro a coleção das Primeiras Nações (First Peoples) do Canadá, na chamada Daphne Cockwell Gallery.

São muitos objetos e explicações sobre povos representados na galeria. Para quem nunca leu nada sobre a história dos Povos Indígenas do Canadá, a quantidade de informação assunta, mas a variedade da coleção é louvável.

Contudo, na nossa segunda visita ao ROM, a exposição First Peoples estava fechada, porque está passando por uma remodelação.

No lado oposto a Rotunda ficam os espaços dedicados à China e à Coreia, assim como alguns objetos do Japão.

Coleção sobre a China

Na coleção chinesa, há muitos budas e o Budismo é o tema central da mostra, especificamente a arte feita para adornar os tempos, com peças de milhares de anos atrás.

Os visitantes gostam muito de um corredor repleto de exemplos da arquitetura chinesa, com fachadas dos tempos e até uma tumba.

É claro que não faltam cerâmicas, desde as mais complexas até as mais antigas e simples. Nos surpreendeu as pequenas esculturas de cavalos, que achamos rudimentares a princípio. Só depois notamos que eram milenares.

Diamantes e Dinossauros no Royal Ontario Museum

Museu Real de Ontário em Toronto: O Maior Museu do Canadá
Os grandes mamíferos são tão impressionantes quanto os dinossauros

No Level 2 se concentram as salas sobre História Natural, sendo o mais procurado pelas famílias com crianças. Afinal, há uma sala específica sobre os dinossauros, a maioria deles encontrada no Canadá, especificamente na província de Alberta.

As legendas deixam claro quais partes dos dinossauros são fósseis e quais são reproduções, assim como detalhes sobre sua biologia e hábitos.

A exposição é dividida em dinossauros que viviam na terra, na água e no ar e muitos deles são gigantescos, assim como eram os mamíferos que habitavam o Continente Americano.

A continuação do passeio é pela sala dos mamíferos, que dominaram a Terra após os dinossauros, destacando-se o mastodonte, o tigre dente-de-saber e a preguiça.

Continuando na Biologia, há outras exposições igualmente educativas, mas não tão impactantes quanto os fósseis de Tiranossauro Rex, como sobre: a origem da vida, a biodiversidade e os desafios do presente/futuro.

Veja também os pássaros empalhados de maneira perfeita e a caverna do morcego.

Na nossa primeira visita ao ROM ficamos assombrados pela beleza da coleção de rochas, gemas e cristais, que está abrigada na sala Earth’s Treasures, mas que tem até meteoritos (da Lua e de Marte).

As cores, formatos e tamanhos das rochas são mais variados do que imaginávamos, afinal são mais de 3 mil peças. Até grandes diamantes você verá por lá, além de gemas oriundas do Brasil.

A Earth’s Treasures também aborda o tema da mineração, o que faz todo o sentido.

Civilizações Antigas no Museu Real de Ontário

Museu Real de Ontário em Toronto: O Maior Museu do Canadá
Coleção sobre o Império Bizantino

O Level 3 possui salas sobre civilizações antigas de várias partes do mundo, ou seja, é o andar preferido de quem gosta de História.

Nós pegamos o elevador e saímos entre bizantinos e romanos. Não há uma ordem certa a seguir. Vale a pena começar pela civilização que mais te interessa, que nosso caso era o Império Bizantino.

Porém, o Egito é o mais procurado pelos turistas, porque as peças arqueológicas são belíssimas e estão abrigadas em salas bem decoradas. Não se espante com os detalhes das múmias, como cabelos e dentes.

Sala sobre o Egito

Há também salas sobre outras civilizações do Mar Mediterrâneo, como Grécia, Roma, Chipre, além da Núbia, que está relacionada ao Egito.

No Level 3 você também verá objetos, roupas, esculturas e aprenderá sobre a cultura de alguns Povos Originários da África, América e Ásia.

Nessas salas, você fica com a sensação de ver informação demais sobre muitos povos e que é impossível se manter concentrado em tudo.

Museu Real de Ontário em Toronto: O Maior Museu do Canadá
Alguns exemplos do que está exposto sobre as Américas

Nos surpreendeu no Level 3 o tamanho e a variedade das salas relacionadas aos estilos arquitetônicos e artísticos que dominaram a Europa e influenciaram o resto do mundo nos últimos séculos. A sala é chamada de “Europe: Evolution of Style”.

São dezenas de cômodos cuidadosamente arrumados, como quartos, salas de leitura, de recepção, e até banheiro, com arte decorativa renascentista, barroca, rococó, neoclássica e vitoriana, usando móveis e decoração raros e antigos.

O curioso é que a continuação dessa área mostra o design do século XX, como Arte Déco, Bauhaus, entre outros. Foi a primeira vez que vi em um museu tantas referências para quem gosta de design de móveis.

Cômodos perfeitamente decorados com objetos raros e antigos

No Level 3, devemos mencionar o Centre Block, uma sala dedicada às exposições especiais. Na nossa última visita ao ROM estava aberta, sem pagamento extra, a visitação às pinturas de Kent Monkman, um artista plástico canadense de ascendência indígena Cree.

Suas pinturas impactam pelo uso de cores vibrantes, grandes telas e a representação dos Povos Indígenas com tecnicas que parecem reproduzir uma foto, mas em um cenário que muitas vezes parece um sonho.

Museu Real de Ontário em Toronto: O Maior Museu do Canadá
Pinturas de Kent Monkman

O Museu Real de Ontário ainda conta com o Level 4, com duas salas que abrigam exibições temporárias, apesar das mostras especiais mais importantes ficarem no Level 1 e necessitarem de pagamento extra para serem acessadas.

Ufa! Quanta coisa! Por isso, recomendamos foco nas galerias que têm os temas que mais te agradam e muita disposição nas pernas!

Como visitar o Royal Ontario Museum de Toronto?

Sala sobre o Oriente Médio

O ROM abre de terça a domingo das 10h às 17h30min.

O ingresso adulto para a coleção permanente custa $23 para adultos, $14 para crianças entre 4 e 14 anos. Entre 15 e 19 anos, os adolescentes e jovens adultos pagam $18. Normalmente, há exposições especiais, mas para vê-las é preciso pagar mais.

Porém, é comum ter visitas guiadas que não exigem pagamento extra. Basta estar no “Chen Court Level 1” no local com a placa indicativa do tour no horário disponibilizado no site oficial.

Para chegar ao museu, a melhor opção pode variar de acordo com seu hotel em Toronto, mas use o transporte público com o auxílio do Google Maps.

Saiba que a estação de metrô Museum recebe esse nome exatamente por estar perto do ROM.

Esperamos que as informações sobre o passeio ao Museu Real de Ontário em Toronto tenham sido úteis! Visite também a Galeria de Arte de Ontário!

Boa viagem!

Comparador de seguro viagem Seletor de hotéis

Teste o seletor de hotéis do Guia!

PLANEJAMENTO DE VIAGEM

Reserva de hotéis

RESERVA DE HOTÉIS

Utilize o nosso link do Booking para conseguir as melhores ofertas de hotéis, pousadas e albergues.

O Booking oferece muitas vantagens: preços baixos, cancelamento gratuito de reservas, não é cobrada taxa de reserva e geralmente o pagamento é realizado somente na hora do check-in ou do check-out, na acomodação.

Reserva de carros

ALUGUEL DE CARROS

O Rentcars é um comparador de preços para encontrar a melhor tarifa no aluguel de carros em mais de 140 países.

Há várias vantagens em utilizar o serviço: não há cobrança de IOF, você pode realizar parcelamento, são muitas locadoras comparadas e não há cobrança de taxa para emissão da sua reserva.

Além disso, por padrão estão inclusas nas diárias Rentcars: quilometragem livre, proteção básica e as taxas administrativas da locadora.

Melhores seguros viagem

SEGURO VIAGEM

Tá em dúvida sobre qual seguro viagem comprar? A Real Seguro Viagem oferece um comparador de seguros viagem que te ajuda a encontrar os melhores preços das principais seguradoras.

Utilize o nosso link para conseguir os preços mais baixos e com desconto.

Loja do viajante

LOJA DO VIAJANTE

Sabe quando você utiliza um check-list de viagem e descobre que faltam alguns itens para a sua bagagem?

Selecionamos produtos importantes que nós utilizamos e recomendamos você levar na sua viagem. Eles estão apresentados na Loja do Viajante

Melhor localização

CHECAR LOCALIZAÇÃO

Encontrou um hotel, mas não tem certeza se ele é bem localizado? Tire a dúvida com esta ferramenta gratuita. Ela analisará a localização, de acordo com uma metodologia específica, e atribuirá uma nota.

Vale dizer que a melhor área possível para se hospedar é aquela área agradável, segura, com acesso ao transporte público, restaurantes e próxima aos principais pontos turísticos.

Melhores hotéis

SELETOR DE HOTÉIS

O Seletor de Hotéis é uma ferramenta online, totalmente gratuita, que seleciona os hotéis, hostels, apartamentos, pousadas e hotéis-fazenda mais adequados ao perfil do viajante. Por meio de um método matemático, o Seletor de Hotéis descobre os hotéis perfeitos para você em qualquer cidade do mundo.

A única coisa que o viajante deve fazer é elencar (de 1 a 5) suas prioridades em relação às características dos hotéis. Qual é a ordem de importância das características do hotel para o viajante? Por exemplo: melhor localização, menor preço, maior qualidade, mais reservado e tamanho do hotel.

Podcast de viagem

GUIA DE VIAGEM

O Papo Viagem Podcast é um guia de viagem em áudio gratuito sobre vários destinos que conhecemos.

Nós contamos a nossa experiência nas cidades e passamos dicas sobre onde se hospedar, melhor época para viajar, atrações e muito mais.

Sobre o autor

Internacionalista, jornalista e viajante apaixonada por cultura e história, todos os dias eu consigo unir minhas paixões escrevendo no Guia do Nômade Digital. Acredito que ler e se informar transformam as férias em uma experiência inesquecível. Já escrevi um guia de viagem sobre a Cidade do México e apresentei mais de 80 episódios do Papo Viagem Podcast.

Sem Comentários

    Deixe um Comentário

    error: Conteúdo protegido.