Visita ao Museu Nacional de Arqueologia em Lima

O Museu Nacional de Arqueologia, Antropologia e História do Peru é um dos melhores museus em Lima, localizado no coração do bairro Pueblo Libre. Apesar da importância da coleção e de ser muito visitado pelos peruanos, poucos turistas brasileiros conhecem o Museu Nacional de Arqueologia em Lima.

Neste post, vamos mostrar como é a visita ao museu, com dicas sobre os destaques da coleção e informações práticas para você visitá-lo.

Confira também nosso post especial sobre o Museu Larco!

 

Visita ao Museu Nacional de Arqueologia em Lima

Visita ao Museu Nacional de Arqueologia em Lima

Casarão colonial digno de filme

O Museu Nacional de Arqueologia, Antropologia e História do Peru foi o primeiro museu do país, criado em 1822 pelo libertador San Martín, tendo a intenção de fomentar a identidade nacional da jovem república peruana.

O Museu Nacional tem como temas as culturas pré-colombianas e os períodos colonial e republicano. São cerca de 300 mil peças sobre toda a história do Peru, ou seja, é um lugar tão rico que deve ser visitado por todos, turistas e residentes.

Inicialmente, o que chama a atenção no Museu Nacional de Arqueologia é o grande casarão colonial, com pátios internos muito bonitos e bem cuidados. Apesar da construção ser antiga, as salas são modernas e climatizadas.

A coleção permanente do Museu Nacional foi a maior que visitamos no Peru, por isso merece várias horas de visita. Dedique pelo menos duas horas ao museu.

Como o museu é grande, não dá para ver tudo em detalhes, por isso é importante decidir o tema mais interessante para você. A maioria dos turistas quer conhecer a cultura dos Povos Originários.

Visita ao Museu Nacional de Arqueologia em Lima

Peças da sala sobre o período formativo

As primeiras peças do Museu mostram as origens mais antigas do homem americano e vestígios arqueológicos encontrados em solo peruano com milhares de anos.

O período formativo também é antigo, entre 2 mil e 200 a.C. Os processos de tecelagem, metalurgia e cerâmica se desenvolveram nessa época, assim como uma agricultura mais produtiva.

Do período formativo são mostradas três esculturas em pedra de Sechín (Casma, no litoral), datadas de 1500 a.C. Acredita-se que essas esculturas tinham função em rituais.

Os fortes aspectos religiosos dos antigos peruanos são temas recorrentes no Museu, com destaque para uma das primeiras áreas de peregrinação, Chavín de Huántar. Há peças dessa época, como cerâmicas.

Visita ao Museu Nacional de Arqueologia em Lima

Cerâmicas e têxteis dos Paracas

As salas seguintes são as mais interessantes, porque trazem objetos sobre a religião e cultura de diversos povos.

Os Pukara (altiplano peruano e boliviano) são conhecidos pelas representações do “Dios de los Báculos” e por objetos com animais relacionados à água. Essa divindade se manteve por séculos nas religiões de outros povos peruanos.

O Povo Paracas também se destaca na seção sobre o antigo Peru, tendo existido entre 800 a.C. e 200 d.C. As técnicas de tecelagem são o ponto alto das obras desse povo, sendo apresentadas peças bem conservadas e com muitos detalhes.

No Museu, há elementos da cultura Nazca, uma das mais famosas fora do Peru, devido aos geoglifos. Vale ficar atento à beleza e aos detalhes da cerâmica Nazca, uma das mais surpreendentes que já vi, com cores fortes e desenhos perfeitos.

Visita ao Museu Nacional de Arqueologia em Lima

Cerâmicas Nazca

Aliás, há muitas cerâmicas interessantes no Museu, pertencentes aos mais diversos povos, desde o litoral até o interior.

O trabalho em metalurgia também era importante no antigo Peru, principalmente porque o ouro estava relacionado aos deuses. Há uma sala no Museu dedicada a explicar o processo de metalurgia e a importância do trabalho com metais.

Uma parte da exposição mostra as diversas culturas existentes nos séculos próximos ao ano 1000 d.C. Contudo, na região de Ayacucho surgiu o primeiro império peruano entre 600 e 1000 d.C., o Império Huari.

O Império Huari mesclou influências de diversos povos, como os Nazca e a religiosidade do altiplano através do Dios de los Báculos. Na sociedade imperial, os estamentos sociais eram bem definidos, inclusive com uma elite guerreira e religiosa.

De 1100 a 1400 d.C, destaca-se o povo Chancay e sua infinidade de cerâmicas com figuras humanas, assim como tecidos muito bem conservados.

Visita ao Museu Nacional de Arqueologia em Lima

Cerâmicas Chancay e Chimú

Já os Chimú e Lambayeque foram povos que habitaram a costa norte do Peru até 1400 d.C. Os Chimú tinham cidades mais desenvolvidas e acabaram por conquistar os Lambayeque.

A partir de 1400, o estado de Tawantinsuyu dominou o Peru e grande parte dos Andes. Esse império foi fundado pelos Incas e durou apenas até 1532, quando os espanhóis chegaram a região.

Os Incas organizaram um estado enorme por meio de uma rede complexa de estradas, proveniente de diversos outros povos. Vale a pena ficar atento as maquetes de Machu Picchu, Wiñay Wayna e do Templo de Coricancha, além das cerâmicas com representações do cotidiano.

No Museu Nacional de Arqueologia em Lima há também uma sala dedicada aos povos amazônicos, uma das ligações históricas e culturais entre o Brasil e o Peru.

Visita ao Museu Nacional de Arqueologia em Lima

Objetos dos Incas

Com a chegada dos espanhóis, um Peru totalmente diferente e convulsionado emergiu. Pizarro é um personagem central nas primeiras décadas. A importância de Lima é ressaltada no Museu.

A resistência dos povos originários, a religiosidade colonial e nova sociedade peruana também são destaques.

O século XVIII foi um período conturbado para o Peru. Vale ficar atento a “Gran Rebelión de los Andes” (1780-1782) que terminou com a execução de Tupac Amaru, uma figura icônica da luta anti-colonial.

Nas salas seguintes, as pinturas de importantes personagens da Independência e República são mostradas. Há objetos da época da Independência, assim como explicações sobre a trágica Guerra do Pacífico.

Para finalizar, uma parte do Museu possui móveis do século XIX, já que a construção serviu de moradia para o penúltimo vice-rei do Peru, Joaquín de la Pezuela. Com a Independência, José de San Martín (1821-1822) e Simón Bolívar (1823-1826) moraram na residência.

Além do Museu Nacional de Arqueologia em Lima difundir a história do Peru, a própria construção é histórica. Mais um motivo para visitá-lo!

 

Informações práticas

Visita ao Museu Nacional de Arqueologia em Lima

Algumas peças da coleção colonial e republicana

Não é nada fácil chegar ao Museu Nacional de Arqueologia em Lima usando o transporte público, porque Pueblo Libre não possui os ônibus rápidos do sistema Metropolitano. O melhor é usar o uber.

A partir do Museu Nacional de Arqueologia é possível ir ao Museu Larco caminhando (1,5 km) ou pegar um uber.

O Museu abre todos os dias das 8h45min às 17h e está localizado na Plaza Bolívar, em Pueblo Libre. Essa região é conhecida por ter bons restaurantes.

O ingresso para estrangeiros custa 10 soles. A visita guiada (espanhol, inglês e italiano) custa 20 soles, mas deve ser marcada com antecedência de pelo menos 2 dias pelo e-mail reservas-mnaahp@cultura.gob.pe

Para mais informações, confira o site oficial aqui.

 

Esperamos que as dicas sobre o Museu Nacional de Arqueologia em Lima tenham sido úteis! Confira também nossos demais artigos sobre Lima!

Boa viagem, viajante!

PLANEJAMENTO DE VIAGEM
Reserva de hotéis
RESERVA DE HOTÉIS

Utilize o nosso link do Booking para conseguir as melhores ofertas de hotéis, pousadas e albergues.

O Booking oferece muitas vantagens: preços baixos, cancelamento gratuito de reservas, não é cobrada taxa de reserva e geralmente o pagamento é realizado somente na hora do check-in ou do check-out, na acomodação.

CHECAR LOCALIZAÇÃO

Encontrou um hotel, mas não tem certeza se ele é bem localizado? Tire a dúvida com esta ferramenta gratuita. Ela analisará a localização, de acordo com uma metodologia específica, e atribuirá uma nota.

Vale dizer que a melhor área possível para se hospedar é aquela área agradável, segura, com acesso ao transporte público, restaurantes e próxima aos principais pontos turísticos.

SELETOR DE HOTÉIS

O Seletor de Hotéis é uma ferramenta online, totalmente gratuita, que seleciona os hotéis, hostels, apartamentos, pousadas e hotéis-fazenda mais adequados ao perfil do viajante. Por meio de um método matemático, o Seletor de Hotéis descobre os hotéis perfeitos para você em qualquer cidade do mundo.

A única coisa que o viajante deve fazer é elencar (de 1 a 5) suas prioridades em relação às características dos hotéis. Qual é a ordem de importância das características do hotel para o viajante? Por exemplo: melhor localização, menor preço, maior qualidade, mais reservado e tamanho do hotel.

ALUGUEL DE CARROS

O Rentcars é um comparador de preços para encontrar a melhor tarifa no aluguel de carros em mais de 140 países.

Há várias vantagens em utilizar o serviço: não há cobrança de IOF, você pode realizar parcelamento, são muitas locadoras comparadas e não há cobrança de taxa para emissão da sua reserva.

Além disso, por padrão estão inclusas nas diárias Rentcars: quilometragem livre, proteção básica e as taxas administrativas da locadora.

SEGURO VIAGEM

Tá em dúvida sobre qual seguro viagem comprar? O SegurosPromo é um comparador de seguros viagem que te ajuda a encontrar os melhores preços das principais seguradoras.

Utilize o nosso link para conseguir os preços mais baixos, bem como o cupom de desconto NOMADEDIGITAL5 para ganhar 5% de desconto.

GUIA DE VIAGEM

O Papo Viagem Podcast é um guia de viagem em áudio gratuito sobre vários destinos que conhecemos.

Nós contamos a nossa experiência nas cidades e passamos dicas sobre onde se hospedar, melhor época para viajar, atrações e muito mais.

Posts que você deve ver também!

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Receber notificações de
error: Conteúdo protegido.