Menu
Brasil

Como se locomover no Rio de Janeiro? Transporte público, Uber e mais

Atualizado em: 10 de maio de 2022

Antes de passar as férias no Rio de Janeiro, uma das nossas preocupações era como se deslocar com segurança e gastando pouco. Felizmente, há boas opções sobre como se locomover no Rio de Janeiro.

De acordo com nossa experiência na cidade, o melhor é usar o metrô o máximo possível, mesclando com Uber e VLT quando for possível.

Por isso, recomendamos que você se hospede no Rio de Janeiro perto de uma estação do metrô, como nós fizemos, facilitando os deslocamentos.

A seguir vamos apresentar o transporte público do Rio e por aplicativo, deixando em evidência os pontos positivos e negativos que cada modal possui.

Como se locomover no Rio de Janeiro usando o transporte público?

O primeiro passo para usar o transporte público do Rio de Janeiro é comprar o Rio Card Mais, o único cartão que pode usado em todos os modais do sistema de transporte da cidade.

Nossa recomendação é que você acesse o site oficial do Rio Card e veja onde adquiri-lo. Tendo o cartão em mãos, dá para recarregá-lo no site.

Vale a pena que cada viajante tenha o seu Rio Card Mais, para poder fazer as integrações entre o metrô e o ônibus, por exemplo, pagando menos; e usar o VLT, que requer que cada pessoa tenha seu cartão.

Saiba que o metrô tem um cartão próprio, mas que só pode ser usado no metrô. O Rio Card Mais é melhor porque você pode utilizá-lo no metrô, VLT, ônibus, BRT, trem e barcas.

Porém, é provável que você faça mais uso do metrô, VLT e ônibus.

Metrô do Rio de Janeiro

Como se locomover no Rio de Janeiro? Transporte público, Uber e mais
Estação de metrô Antero de Quental. Fonte: Wikimedia

O metrô foi o transporte que mais usamos nas nossas férias no Rio, exatamente porque lemos que ele é seguro e econômico (e tem ar-condicionado)!

Realmente, basta evitar o período perto das 8h e das 18h para usar o metrô com mais tranquilidade.

Além disso, no nosso primeiro dia no Rio usamos mais o Uber e pegamos bastante trânsito. A partir desse dia, demos preferência ao metrô também porque não fica parado na fila.

O metrô do Rio conta com 3 linhas:

  • Linha 1: vai da estação General Osório, em Ipanema, até a estação Uruguai, no bairro da Tijuca, passando pelo Centro, sendo a mais frequentada por quem está em Copacabana e quer ir ao Centro;
  • Linha 2: vai da estação Botafogo/Coca-Cola até Pavuna, na Zona Norte. Da estação Botafogo/Coca-Cola sai o ônibus chamado de metrô na superfície, que leva ao Jardim Botânico e ao Parque Lage, duas atrações no Rio que não são acessadas diretamente pelo metrô;
  • Linha 4: é chamada de linha 4 e não linha 3 e vai da estação Jardim Oceânico na Barra da Tijuca, passando por Ipanema, até a estação General Osório, onde integra com a Linha 1. Na estação Antero de Quental, também há ônibus do metrô na superfície.

Saiba que o metrô do Rio funciona de segunda a sábado, das 5h às 23h30, e domingos e feriados, das 7h às 22h30. A tarifa do metrô custa R$ 6,50.

Nós utilizamos o metrô até às 21h, porque sabemos que à noite os arredores das estações podem não ser seguros. Por isso, como se locomover no Rio de Janeiro à noite é mais seguro de Uber ou táxis amarelos.

Como usar o metrô no Rio de Janeiro?

A maioria das cidades do Brasil não conta com metrô. Inclusive, a primeira vez que usei esse transporte foi no exterior.

Então, se você nunca usou o metrô, não se preocupe, porque rapidinho você pega o jeito.

Primeiro, compre o Rio Card Mais, que NÃO vende no metrô. Pesquise no Google Maps como chegar ao seu destino saindo da sua hospedagem.

Na estação de metrô mais próxima, passe o cartão pela catraca e observe qual escada leva para a linha e sentido corretos. Quando você for sair da estação, não precisa passar o cartão de novo!

Por exemplo, você está hospedado no Catete, sendo a estação Catete a mais próxima. Seu destino é o Estádio do Maracanã, que tem como estação mais próxima a estação Maracanã.

Pela estação Catete passam duas linhas do metrô, a Linha 1 e a Linha 2, mas a estação Maracanã fica na Linha 2 (que tem a cor verde).

Então, você deve pegar a Linha 2 sentido Pavuna, que é a última estação na direção norte. Se você quisesse ir ao sul (Botafogo, por exemplo), seria preciso pegar a Linha 2 no sentido Botafogo/Coca-Cola, que fica ao sul da estação Catete.

Dentro do vagão, será avisado o nome de cada estação que está se aproximando.

Fique atendo aos mapas no metrô quando tiver dúvidas e às placas indicativas das linhas e sentidos. É comum que haja seguranças nas estação, caso você precise fazer alguma pergunta ou fale com os moradores. Mais informações no site oficial do Metrô Rio.

VLT Carioca

Como se locomover no Rio de Janeiro? Transporte público, Uber e mais
VLT passando na Cinelândia com o exuberante Theatro Municipal ao fundo. Fonte: Wikimedia

O VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) pode ser chamado de bonde moderno.

Nós deveríamos ter usado o VLT, porque ele passa pelo Centro, evitando andanças por ruas estranhas, com cara de inseguras.

Além disso, o VLT é a melhor maneira de sair da Rodoviária Novo Rio. Lá você pode pegar a Linha 1 (azul), sentido Aeroporto Santos Dumont, e parar na estação Carioca, onde fica o metrô para a Zona Sul.

A Linha 2 (verde) do VLT (sentido Praça XV) leva para a estação Central, onde também há metrô e trens, mas acredito ser uma região movimentada.

A Linha 3 (laranja) do VLT liga a estação Central ao Aeroporto Santos Dumont, passando por áreas movimentadas do Centro, como Carioca, Cinelândia e Candelária.

Para usar o VLT é obrigatório usar o Rio Card (cada viajante deve ter um). A tarifa custa R$ 3,80 e o VLT funciona das 6h à meia-noite.

Há um site oficial do VLT Rio, mas ele costuma ser lento, até mesmo para ver o mapa da rede e tirar dúvidas básicas do usuário. No Moovitapp, é possível ver os trajetos e as paradas das três linhas.

Ônibus no Rio de Janeiro

Nós não usamos os ônibus no Rio porque o trânsito é pesado e não é um transporte muito seguro, ainda mais quando se desconhece a cidade.

Além disso, é mais difícil planejar um deslocamento usando ônibus, mesmo que o Google Maps e outros aplicativos ajudem a decidir qual linha pegar.

Saiba que você pode pagar os ônibus em dinheiro ou com o Rio Card Mais, sendo que com o cartão há chances de integrar com outras linhas de ônibus ou outros transportes e economizar.

A tarifa de ônibus no Rio é de R$ 4,05, econômica em comparação ao metrô, mas você perde mais tempo no trânsito. E tempo em uma viagem é o que menos temos disponível.

BRT

O BRT é um sistema que utiliza ônibus grandes, articulados, que trafegam por corredores exclusivos.

O BRT do Rio de Janeiro conta com 3 linhas:

  • Linha Transoeste (azul): passa pela Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Parque Olímpico;
  • Linha Transcarioca (laranja): vai do Aeroporto do Galeão até a Barra da Tijuca, passando por bairros no interior da cidade, como Madureira;
  • Linha Transolímpica (verde): passa pela região da Vila Militar, nas proximidades do Realengo, e vai até o Recreio dos Bandeirantes.

Nós não utilizamos o BRT porque ele não trafega por áreas turísticas. Mas pode ser uma opção para se deslocar na Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes.

Para utilizá-lo, tenha em mãos seu Rio Card Mais. A tarifa custa apenas R$ 4,05.

Infelizmente, o site oficial do BRT estava fora do ar na data de publicação deste artigo.

Outros transportes no Rio de Janeiro

Fonte: Wikimedia

Há outras maneiras sobre como se locomover no Rio de Janeiro, como os trens da Supervia, muito utilizados por quem mora nos bairros do subúrbio e na Baixada Fluminense.

Caso você queira visitar Paquetá ou Niterói, dá para usar as barcas e pagar com o Rio Card Mais. A maioria das barcas sai da Praça XV, no Centro do Rio.

Na Zona Sul, principalmente para percorrer o entorno da Lagoa Rodrigo de Freitas, vale a pena alugar bicicletas. Lá é o melhor lugar para usar bicicletas na cidade e, assim, você conseguirá conhecer todos os 8 quilômetros em volta da Lagoa.

O aluguel de bicicleta mais conhecido é o Bike Itaú, com vários planos e fácil de alugar, porque você resolve tudo pela internet e app.

Táxi e Uber no Rio de Janeiro

Nós resolvemos não usar táxi porque há tantas pessoas que relatam problemas com os taxistas, que preferimos o Uber.

O que os moradores costumam recomendar é usar os táxis comuns (amarelos) e só entrar no carro se tiver taxímetro. Nunca faça uma corrida com preço fixo.

Além disso, fique atento ao trajeto no Google Maps, tanto no táxi quanto no Uber (ou outro aplicativo).

Nós saímos do Aeroporto do Galeão de Uber sem problema algum. E fomos ao Aeroporto Santos Dumont também de Uber.

O que percebemos que é os motoristas de Uber só aceitavam nossas corridas que gerariam um valor razoável e, é claro, que não tivessem como destino um lugar perigoso.

Assim, optamos por só usar o Uber para distâncias razoáveis quando não houvesse a opção do metrô.

Nós costumamos caminhar bastante nas nossas viagens e na Zona Sul faz todo o sentido caminhar. Nesse caso, é essencial se vestir bem simples, para não chamar a atenção.

Porém, erramos ao caminhar demais pelo Centro. Deveríamos ter usado o VLT.

Por último e ainda importante, não alugue carro para turistar dentro da capital. Há muito trânsito, chances de acidentes e estresse para estacionar.

Esperamos que as dicas sobre como se locomover no Rio de Janeiro tenham sido úteis! Leia também nossos artigos sobre o que fazer no Rio de Janeiro (+ de 50 atrações) e dicas de segurança no Rio!

Boa viagem!

Comparador de seguro viagem Seletor de hotéis

Teste o seletor de hotéis do Guia!

PLANEJAMENTO DE VIAGEM

Reserva de hotéis

RESERVA DE HOTÉIS

Utilize o nosso link do Booking para conseguir as melhores ofertas de hotéis, pousadas e albergues.

O Booking oferece muitas vantagens: preços baixos, cancelamento gratuito de reservas, não é cobrada taxa de reserva e geralmente o pagamento é realizado somente na hora do check-in ou do check-out, na acomodação.

Reserva de carros

ALUGUEL DE CARROS

O Rentcars é um comparador de preços para encontrar a melhor tarifa no aluguel de carros em mais de 140 países.

Há várias vantagens em utilizar o serviço: não há cobrança de IOF, você pode realizar parcelamento, são muitas locadoras comparadas e não há cobrança de taxa para emissão da sua reserva.

Além disso, por padrão estão inclusas nas diárias Rentcars: quilometragem livre, proteção básica e as taxas administrativas da locadora.

Melhores seguros viagem

SEGURO VIAGEM

Tá em dúvida sobre qual seguro viagem comprar? A Real Seguro Viagem oferece um comparador de seguros viagem que te ajuda a encontrar os melhores preços das principais seguradoras.

Utilize o nosso link para conseguir os preços mais baixos e com desconto.

Loja do viajante

LOJA DO VIAJANTE

Sabe quando você utiliza um check-list de viagem e descobre que faltam alguns itens para a sua bagagem?

Selecionamos produtos importantes que nós utilizamos e recomendamos você levar na sua viagem. Eles estão apresentados na Loja do Viajante

Melhor localização

CHECAR LOCALIZAÇÃO

Encontrou um hotel, mas não tem certeza se ele é bem localizado? Tire a dúvida com esta ferramenta gratuita. Ela analisará a localização, de acordo com uma metodologia específica, e atribuirá uma nota.

Vale dizer que a melhor área possível para se hospedar é aquela área agradável, segura, com acesso ao transporte público, restaurantes e próxima aos principais pontos turísticos.

Melhores hotéis

SELETOR DE HOTÉIS

O Seletor de Hotéis é uma ferramenta online, totalmente gratuita, que seleciona os hotéis, hostels, apartamentos, pousadas e hotéis-fazenda mais adequados ao perfil do viajante. Por meio de um método matemático, o Seletor de Hotéis descobre os hotéis perfeitos para você em qualquer cidade do mundo.

A única coisa que o viajante deve fazer é elencar (de 1 a 5) suas prioridades em relação às características dos hotéis. Qual é a ordem de importância das características do hotel para o viajante? Por exemplo: melhor localização, menor preço, maior qualidade, mais reservado e tamanho do hotel.

Podcast de viagem

GUIA DE VIAGEM

O Papo Viagem Podcast é um guia de viagem em áudio gratuito sobre vários destinos que conhecemos.

Nós contamos a nossa experiência nas cidades e passamos dicas sobre onde se hospedar, melhor época para viajar, atrações e muito mais.

Sobre o autor

Internacionalista, jornalista e viajante apaixonada por cultura e história, todos os dias eu consigo unir minhas paixões escrevendo no Guia do Nômade Digital. Acredito que ler e se informar transformam as férias em uma experiência inesquecível. Já escrevi um guia de viagem sobre a Cidade do México e apresentei mais de 80 episódios do Papo Viagem Podcast.

Sem Comentários

    Deixe um Comentário

    error: Conteúdo protegido.