Voltagem no Brasil: Estados, Capitais, Rio de Janeiro e Brasília!

Confira informações sobre a voltagem no Brasil por estado, capital e várias cidades!

Voltagem no Brasil: Rio de Janeiro, Brasília e todos os estados e capitais!

Quando se viaja para fora do país, é normal checar a informação da voltagem no destino de viagem. O brasileiro sabe que mesmo viajando dentro do Brasil é preciso conhecer a voltagem da cidade visitada, porque existem muitas voltagens.

No Brasil, os estados possuem voltagens diferentes. Até mesmo dentro de um estado pode haver diferenças entre as tensões (voltagens) das cidades. Os consumidores residenciais e comerciais recebem energia em 127 V ou 220 V, não existindo a distribuição em 110 V.

No passado, era comum a distribuição de energia elétrica em 110 V, mas houve uma equiparação para 127 V, além da padronização para 60 Hz. Ainda hoje se escuta falar em 110 V erroneamente. As voltagens do Brasil são 127 V e 220 V, dependendo do estado ou cidade.

Mas por que há duas voltagens no Brasil? A Revista Mundo Estranho respondeu essa pergunta afirmando que no início da produção de energia no Brasil, empresas estrangeiras foram as responsáveis pelo serviço. Como não havia regras sobre como proceder, cada empresa escolheu as voltagens que julgava mais adequadas. Hoje a padronização total das voltagens no Brasil é impossível, devido aos altos custos.

 

Voltagem no Brasil por Estado e Capital

Voltagem no Brasil: Rio de Janeiro, Brasília e todos os estados e capitais!

Fonte: EBC

As informações na internet sobre voltagem no Brasil são bastante confusas, até com a menção a tensão 110 V no lugar da 127 V. Por isso, fomos buscar a informação de quem distribui a energia Brasil afora, no caso a ABRADEE, a Associação Brasileira dos Distribuidores de Energia Elétrica.

Segundo dados da ABRADEE, a maioria dos estados do Sudeste, Norte e parte do Centro-Oeste utilizam a voltagem 127 V. No Sul, Nordeste e Distrito Federal e Goiás, a voltagem utilizada é de 220 V.

Então, viajar pelo Brasil exige aparelhos bivolts, até porque há exceções dentro de muitos estados, como você verá neste post. Confira abaixo as voltagens mais comuns em cada estado do Brasil:

EstadoVoltagem
Acre127 V
Alagoas220 V
Amapá127 V
Amazonas127 V
Bahia220 V
Ceará220 V
Distrito Federal220 V
Espírito Santo127 V
Goiás220 V
Maranhão220 V
Mato Grosso127 V
Mato Grosso do Sul127 V
Minas Gerais127 V
Pará127 V
Paraíba220 V
Paraná127 V
Pernambuco220 V
Piauí220 V
Rio de Janeiro127 V
Rio Grande do Norte220 V
Rio Grande do Sul220 V
Rondônia127 V
Roraima127 V
Santa Catarina220 V
São Paulo127 V
Sergipe220 V
Tocantins220 V

Vale destacar que há muitas exceções dentro de cada estado. Na Bahia, a maioria das cidades tem voltagem 220 V, mas a voltagem de Salvador é 127 V. Já no Espírito Santo e Mato Grosso, há cidades com voltagem 220 V, mesmo a maioria das cidades desses estados usando a voltagem 127 V.

Minas Gerais é um estado cheio de exceções em relação à voltagem. O padrão de voltagem em Minas Gerais e em Belo Horizonte é 127 V, mas há dezenas de cidades com voltagem inferior, segundo a ABRADEE.

O estado do Rio de Janeiro também possui uma variedade de voltagens, inclusive inferiores a 127 V. Vale destacar que Nova Friburgo apresenta voltagem 220 V. Já a voltagem do Rio de Janeiro, capital, é 127 V, mas há hotéis que possuem tomadas 220 V.

Outro estado com muitas exceções é o Rio Grande do Sul, inclusive a voltagem de Porto Alegre é 127 V e não 220 V como em Gramado e Canela. O estado de São Paulo também possui muitas exceções, mas a voltagem de São Paulo (capital) é 127 V, existindo hotéis que possuem tomadas 220 V.

No Pará, Paraná, Pernambuco, Sergipe e Tocantins há poucas exceções. Portanto, a voltagem de Belém do Pará é 127 V. A voltagem de Curitiba é de 127 V. A voltagem de Recife e Olinda é 220 V, mesma voltagem de Palmas e Aracaju. A voltagem de Brasília é 220 V, assim como em todo o Distrito Federal.

Confira abaixo as voltagens de todas as capitais do Brasil:

CapitaisVoltagem
Rio Branco127 V
Maceió220 V
Macapá127 V
Manaus127 V
Salvador127 V
Fortaleza220 V
Brasília220 V
Vitória127 V
Goiânia220 V
São Luís220 V
Cuiabá127 V
Campo Grande127 V
Belo Horizonte127 V
Belém127 V
João Pessoa220 V
Curitiba127 V
Recife220 V
Teresina220 V
Rio de Janeiro127 V
Natal220 V
Porto Alegre127 V
Boa Vista127 V
Porto Velho127 V
Florianópolis220 V
São Paulo127 V
Aracaju220 V
Palmas220 V

 

Principais Exceções

Voltagem no Brasil: Rio de Janeiro, Brasília e todos os estados e capitais!

Salvador. Fonte: Wikimedia

Bahia – Aiquara; Alagoinhas; Almadina; Antas; Antônio Cardoso; Aratuipe; Aurélio Leal; Barra do Rocha; Governador Lomanto Jr.; Belmonte; Bom Jesus da Lapa; Boquira; Brejões; Buerarema; Cacoahaeira; Camaçari; Canavieiras; Candeias; Castro Alves; Catú; Cipó; Conceição da Feira; Conceição do Almeida; Conceição do Jacuipe; Coração de Maria; Coronel João Sá; Correntina; Cravolândia; Cruz das Almas; Dário Meira; Firmino Alves; Floresta Azul; Gongogi; Governador Mangabeira; Ibicaraí; Ibicui; Ibirapitanga; Ibirataia; Iguai; Ilheus; Ipecaeta; Ipiau; Irará; Itabuna; Itacaré; Itagiba; Itaju do Colonia; Itajuipe; Itanagra; Itaparica; Itape; Itapitanga; Itaquara; Itiruçú; Itororó; Jaborandi; Jaguaquara; Jeremoabo; Jiquirica; Jitauna; Jussari; Lauro de Freitas; Maracas; Maragogipe; Muniz Ferreira; Muritiba; Nazaré; Nova Canaã; Nova Itarana; Ouricangas; Paulo Afonso; Pedrão; Pedro Alexandre; Pojuca; Rafael Jambeiro; Salvador; Santa Cruz da Vitória; Santa Inês; Santanópolis; Santa Terezeinha; Santa Luzia; Santa Maria da Vitória; Santana; Santo Amaro; Santo Antônio de Jesus; Santo Estevão; São Desidério; São Felix; São Felipe; São Francisco do Conde; São Miguel das Matas; Sapeaçú; Sátiro Dias; Serra Preta; Simões Filho; Teodoro Sampaio; Terranova; Ubaíra; Urucuca; Vera Cruz; Aracás; Cabeceiras do Paraguaçú; Lagedo do Tabocal; Madre de Deus; Novo triunfo; São José da Vitória; Saubara; Serra do Ramalho; Sítio do Mato; Sítio do Quino; Varzedo; Apauarema; Itatim; Piraí do Norte; São Felix do Coribe.

Espírito Santo – Alegre; Gaçuí, Colatina; Marilândia; Pancas; Santa Tereza; São Gabirel da Palma; Águia Branca; Alto Rio Novo; São Domingos do Norte.

Mato Grosso – Araguaiana; Barra das Garças; Cocalinho.

Minas Gerais – Além Paraíba; Antônio Dias; Antônio Prado de Minas; Araponga; Argirita; Astolfo Dutra; Barão de Monte Alto; Cajuri; Canaã; Catupira; Cataguases; Coimbra; Curvelo; Descoberto; Divinesia; Dom Joaquim; Dona Euzebia; Ervalia; Eugenópolis; Gouvea; Guarani; Guidoval; Guipicema; Itamarati de Minas; Ladainha; Manhumirim; Matipó; Mercês; Mirai; Monte Sião; Muriaé; Palma; Patrocínio de Muriaé; Paula Cândido; Pedra do Anta; Pedra Dourada; Pirapetinga; Pìraúba; Presidente Kubitschek; Presidente Soares; Recreio; Rio Novo; Rio Pomba; Rochedo de Minas; Rodeiro; Santa Margarida; Santana de Manhaçú; Santo Antônio do Aventureiro; São Geraldo; São João de Nepomuceno São Miguel da Anta; Senador Firmino; Sericita; Serra Azul de Minas; Silveirania; Simonesia; Tabuleiro; Tocantins; Ubá; Visconde do Rio Branco.

Pará – Castanhal; Curralinho; Melgaço; Muana e Oeiras do Pará.

Paraná – Coronel Vívida; Rio Negro.

Pernambuco – Fernando de Noronha.

Rio de Janeiro – Barra do Piraí; Barra Mansa; Carmo; Engenheiro Paulo de Frontin; Itaguaí; Mendes; Miguel Pereira; Paracambí; Paraíba do Sul; Piraí, Rio Claro, Rio das Flores, Sapucaia; trajano de Morais, três Rios; Valência; Vassouras; Volta Redonda; Paty do Alferes, Nova Friburgo.

Rio Grande do Sul – Canoas; Capão da Canoa; Porto Alegre; Rio Grande; Torres; tramandaí; Arroio do Sal; Imbê; três Cachoeiras; três Palmeiras; General Camara; São Leopoldo; Capela de Santana.

São Paulo – Assis; Bastos; Biriti a-Mirim; Boituva; Bora; Caçapava; Campo Limpo Paulista; Cândido Mota; Caraguatatuba; Cruzalia; Echapora; Florinea; Guarujá; Iacri; Ibirarema; Iepe; Indaiatuba; Iperó; Itupeva; Jambeiro; Joãp Ramalho; Jundiaí; Loveira; Lutécia; Maracaí; Mogi das Cruzes; Oscar Bressane; Palmital; Paraguaçú Paulista; Platina; Porto Feliz; Quatá; Rancharia; Ribeirão do Sul; Rinópolis; Salesópolis; Salto Grande; Santa Branca; São José dos Campos; São Sebastião; Tupã; Varzea Paulista; Vinhedo, Baurueri; Cajamar; Carapicuiba; Diadema; Embú; Embú-Guaçú; Guarulhos; Itapecirica da Serra; Itapevi; Jandira; Mauá; Osasco; Pirapora do Bom Jesus; Ribeirão Pires; Rio Grande da Serra; Santana de Parnaíba; Santo André; São Bernardo do Campo; São Caetano do Sul; Taboão da Serra.

Sergipe – Itabaiana; Moita Bonita; Neópolis; Pacatuba; Própria; Telha.

Tocantins – Dianópolis.

 

Esperamos que o post sobre a voltagem no Brasil tenha esclarecido o assunto! Confira também o nosso Podcast de turismo, o Papo Viagem Podcast!

Boa viagem, Viajante!

[P.S: não se esqueça de reservar o seu hotel pelo nosso link do Booking. Você não paga nada a mais pela sua hospedagem e ainda ajuda o site. Obrigado!]

Posts que você deve ver também!

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Receber notificações de
avatar
wpDiscuz
error: Conteúdo protegido.