O que fazer em San Telmo, Buenos Aires? Pontos Turísticos e Roteiro

Descubra os principais pontos turísticos de San Telmo em Buenos Aires!

O que fazer em San Telmo, Buenos Aires

San Telmo é um bairro muito histórico, visitado e cheio de atrações. Localizado ao sul da área central de Buenos Aires, San Telmo é um dos bairros mais antigos da cidade, fazendo parte do Centro Histórico. Seu casario reflete o período de riqueza que o bairro viveu até o século 19.

Com a epidemia de febre amarela em 1871, as famílias ricas abandonaram o bairro, fazendo-o cair em decadência. Ainda hoje, é comum notar que muitos casarões estão precisando de restauração, mas há belos exemplares para serem contemplados.

Atualmente, San Telmo é um dos bairros mais ecléticos de Buenos Aires, porque possui rica e histórica arquitetura, muita vida noturna em suas milongas e bares e também lojas variadas, além da conhecida Feira de San Telmo.

Sem dúvida, San Telmo é um bairro que merece pelo menos meio dia de passeio. Neste post você vai conhecer os pontos turísticos imperdíveis dessa região, além da nossa sugestão de roteiro. Confira!

 

Pontos Turísticos de San Telmo

 

Feira de San Telmo

O que fazer em San Telmo, Buenos Aires Feira de San Telmo

Na Plaza Dorrego, os feirantes são senhores e senhoras muito cuidadosos com cada peça

No coração de San Telmo, na Plaza Dorrego, está a principal atração do bairro, a Feira de San Telmo. Visitada por aproximadamente 20 mil pessoas todos os domingos, a Feira de San Telmo é uma das feiras de antiguidades mais organizadas, bonitas e interessantes que já vi, mesmo sendo pequena.

A Feria data de 1970, não é tão antiga, mas se tornou um patrimônio de Buenos Aires. Na Plaza Dorrego ficam as barraquinhas mais tradicionais, com produtos variados muito bem cuidados.

Recomendamos muito conhecer o bairro no domingo para visitar a Feira. Veja mais detalhes e belas fotos no post sobre a Feira de San Telmo.

 

Mercado de San Telmo

O que fazer em San Telmo, Buenos Aires Mercado de San Telmo

A estrutura de metal e vidro é original da época da construção. Fonte: Flickr

A Feira de San Telmo é ao ar livre, mas o bairro tem um mercado fechado que data do final do século 19, é o Mercado de San Telmo. Lá é possível encontrar desde cafés de várias partes do mundo até alimentos e temperos, passando por lojas de antiguidades.

Aos domingos, o Mercado fica movimentado devido à Feira, mas vale a pena conhece-lo mesmo assim. Esse mercado conserva a forma tradicional dos mercados fechados de Buenos Aires, além de estar bem conservado e ser Patrimônio Nacional.

 

Estátua da Mafalda

O que fazer em San Telmo, Buenos Aires Mafalda

A estátua da Mafalda é um dos ícones de San Telmo, pois a empatia do público com a personagem de Quino é muito grande. Os pequenos ou grandões não resistem a tirar algumas fotos ao lado dela e de seus amigos.

Na esquina das ruas Chile e Defensa ficam as estátuas de Mafalda, Susanita e Manolito, sendo um bom ponto de partida para conhecer o bairro. É ali também que começa o Paseo de la Historieta.

O Paseo de la Historieta é um tour pelos bairros de Montserrat, San Telmo e Puerto Madero que conta a história dos principais personagens de quadrinhos da Argentina. O passeio termina no Museu do Humor. Confira mais detalhes aqui.

 

Igrejas em San Telmo

O que fazer em San Telmo, Buenos Aires Igreja de Nossa Senhora de Belém

Igreja de Nossa Senhora de Belém da Paróquia de San Telmo

San Telmo tem uma riqueza de templos interessantes para serem visitados. A igreja mais importante é a Igreja de Nossa Senhora de Belém, uma construção do século 18 que pertence a Paróquia de San Pedro Gonzalez Telmo.

Há duas igrejas bem diferentes do que estamos acostumados: a Igreja Ortodoxa Russa e a Igreja Dinamarquesa. Nós entramos na Igreja Ortodoxa Russa durante uma celebração e a igreja é belíssima por dentro e por fora.

Já a Igreja Dinamarquesa estava fechada quando visitamos o bairro, mas a fachada é bem bonita. Além de celebrações, na Igreja Dinamarquesa acontecem eventos culturais.

 

Construções Antigas e Galerias

O que fazer em San Telmo, Buenos Aires Igreja de Nossa Senhora de Belém

Montagem a partir de imagens da Wikimedia

Sem dúvida, um passeio por San Telmo revela vários casarões, construções curiosas e muitas galerias e antiquários.

A Casa Mínima é uma das construções mais diferentes no bairro. Localizada na rua San Lorenzo 380, a Casa Mínima é conhecida por ter apenas 2,50 metros de fachada, tornando-se uma das menores de Buenos Aires. Acredita-se que essas casas pequenas eram pertencentes aos afrodescendentes libertos.

Para os interessados na história do bairro, vale visitar o Zanjón de Granados, uma construção na qual foram encontrados vestígios arqueológicos dos primeiros tempos da colonização em Buenos Aires.

Há uma grande quantidade de casarões antigos que se tornaram galerias, lojas de design e antiquários. Um desses casarões é a antiga residência da família Ezeiza, que hoje é conhecida como Pasaje de la Defensa. Seus pátios abrigam lojas de roupas, souvenirs e produtos antigos.

Outras galerias para visitar são a conhecidíssima Galeria del Viejo Hotel, dedicada a pintura e escultura, a Galeria Solar de French, onde viveu Domingo French, e a Galeria Los Patios de San Telmo, em uma construções do século 18.

 

Museus em San Telmo

O que fazer em San Telmo, Buenos Aires Museu de Arte Moderna de Buenos Aires

Museu de Arte Moderna de Buenos Aires. Fonte: Wikimedia

Para quem deseja estender a visita, há dois importantes museus no bairro: o Museu de Arte Moderna de Buenos Aires (MAMBA) e o Museu Histórico Nacional.

O Museu Histórico Nacional possui uma variedade de objetos que contam a história da Nação Argentina.

Já o MAMBA é um museu imperdível para quem gosta de arte moderna, já que sua coleção inclui artistas locais desde os anos de 1940 até a atualidade. Há obras de importantes pintores internacionais, como Salvador Dalí, Pablo Picasso, Joan Miró, Henri Matisse, entre outros.

 

Roteiro de Viagem em San Telmo

Muitas das atrações de San Telmo não pedem muito tempo, como visitar as galerias. Já para a Feira, o Mercado e fotos do casario é normal despender pelo menos 2 horas.

No mapa acima, você pode notar a sugestão de roteiro, que começa pelo ponto A (estátua da Mafalda) e a vai até a região do Parque Lezama no ponto H. Esse roteiro tem aproximadamente um quilometro de extensão.

Nossa sugestão de roteiro é: estátua da Mafalda; fotos da Casa Mínima e Zanjón de Granados; Mercado de San Telmo; Feira de San Telmo; Igreja de Nossa Senhora de Belém; Pasaje de la Defensa; Igreja Ortodoxa Russa.

Nós não colocamos nenhum dos museus mais importantes do bairro no roteiro. Essa decisão vai muito do seu gosto pessoal por museus e da quantidade de museus que você visitará em Buenos Aires.

Se você não acrescentar nenhum museu no roteiro, seu passeio por San Telmo será totalmente gratuito. Conferindo o post sobre “Roteiro Buenos Aires 4 dias”, você notará que é muito barato turistar por Buenos Aires.

 

Como chegar a San Telmo

É muito comum visitar San Telmo a partir da Plaza de Mayo e fazer todo o trajeto a pé. Nós fizemos isso e foi bom para sentir melhor o bairro.

Mas há diversos ônibus (colectivos) que vão até lá. Aqui você confere os que levam até a feira. Eu acho mais fácil usar o ônibus do que o metro em Buenos Aires, principalmente neste caso.

 

Gostou de conhecer um pouquinho desse lugar imperdível de Buenos Aires? Então, descubra as dicas e atrações da capital da Argentina no Papo Viagem Podcast sobre Buenos Aires e para dicas de hospedagem, confira nosso post completo aqui!

Boa viagem, Viajante!

[P.S: não se esqueça de reservar o seu hotel pelo nosso link do Booking. Você não paga nada a mais pela sua hospedagem e ainda ajuda o site. Obrigado!]

Posts que você deve ver também!

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Receber notificações de
avatar
wpDiscuz
error: Conteúdo protegido.