7 dias na Provença – O que fazer?

Saiba o que fazer e como planejar 7 dias na Provença, no sul da França!

O que fazer em Arles? Visite ruinas romanas na Provença!

A Provença é um dos destinos turísticos franceses mais conhecidos. Muitos se derretem pelo combo campos de lavanda, história e sofisticação das cidades da Provença. Mas, pelo olhar do Guia do Nômade Digital, a Provença é sim uma região encantadora, mas que possui uma ligação forte com a agricultura e com a qualidade de vida.

Contudo, quando falamos em Provença estamos englobando uma região da França que possui diferenças internas, o que só fez aumentar nossa paixão por essa região. Por exemplo, Marselha é uma cidade grande, com problemas de cidade grande, mas muito rica em história e belezas naturais.

Confira também o episódio sobre Marselha no Papo Viagem Podcast!

Por outro lado, por ser uma cidade grande, Marselha é a melhor cidade base para conhecer as pequenas e apaixonantes cidades da Provença, como Aix-en-Provence, Arles e Avignon. Foi isso que fizemos, ficamos em Marselha e conhecemos as três cidades citadas anteriormente, usando sempre o trem como transporte (SNCF).

A partir de nossa experiência na Provença, fizemos este post, trazendo as principais atrações de cada cidade, dividindo-as durante 7 dias na Provença. É claro que você pode acrescentar cidades ou tirar alguma delas, o importante é planejar a melhor viagem possível de acordo com seu perfil de viajante. Confira o post!

 

Cronograma dos 7 dias na Provença

DiasCidadesAtividades
1MarselhaChegada
2Centro
3Aix-en-ProvenceMercados e Fontes
4ArlesRuínas Romanas e Van Gogh
5AvignonPalácio dos Papas e muralhas
6MarselhaArquipélago Frioul ou Calanques
7Partida

 

Mapa das cidades dos 7 dias na Provença

Abaixo você confere a localização de cada cidade, assim como de algumas atrações turísticas:

 

Dia 1

7 dias na Provença

Le panier

Dependendo da hora de chegada a Marselha, o ideal é descansar para ter energias para o que te espera. Serão dias intensos descobrindo as cidades da Provença. Caso você chegue cedo, vá até o Porto Velho e comece a conhecer a região histórica Le Panier, na margem direita. Restaurantes também podem ser encontrados na região.

Saiba como ir do aeroporto ao centro de Marselha!

 

Dia 2

O que fazer em Marselha? Visitando a Provença!

Para o primeiro dia em Marselha, comece pela atração que te proporcionará a vista mais bela da cidade, a Basílica de Notre-Dame de la Garde. Essa belíssima basílica do século XIX tem muitas peculiaridades. Destacam-se as pedras coloridas, as inúmeras capelas, a pose do Menino Jesus, porém o mais surpreendente foi se deparar com enfeites em forma de barquinhos, uma referência à relação da cidade com o mar.

O coração de Marselha é o Porto Velho. É ao redor dele que as pessoas se encontram, que os fortes estão construídos e que a cidade nasceu. De cada lado do canal que leva ao Porto Velho há um forte, no caso são: Fort Saint Jean e Saint Nicolas. No Fort Saint Jean, há o Musee des Civilisations de l’Europe et de la Mediterranee, recomendadíssimo.

Não deixe de conhecer a Abadia de Saint Victor, no centro de Marselha. Foi uma surpresa maravilhosa conhecer essa abadia, pois ela nos transportou à Idade Média, algo que só vemos em filmes.

 

Dia 3

O que fazer em Aix-en-Provence? O coração da Provença!

Com as passagens de trem compradas pela internet, vá até a pequena e charmosa Aix-en-Provence, uma joia provençal descoberta por turistas do mundo todo. A mistura entre comida de qualidade, pintores famosos e arquitetura preservada faz de Aix-en-Provence uma boa aposta para quem está de passagem pela Provença.

Fomos sábado pela manhã à Aix-en-Provence e nos deparamos com mercados ao ar livre, pelo menos quatro. Foi um momento delicioso, pois os mercados eram organizados, limpos e diversificados.

Havia dois mercados de frutas, mercado de flores e de antiguidades. Normalmente, os mercados acontecem terça, quinta e sábado, mas acredito que nesse último dia o movimento seja mais intenso.

Confira também o episódio do Papo Viagem Podcast sobre Aix-en-Provence!

O que fazer em Aix-en-Provence? O coração da Provença!

Aix-en-Provence também é conhecida por suas inúmeras fontes. Não estou exagerando, realmente há uma fonte em cada praça, por mais minúscula que seja. As mais conhecidas e belas são a fonte dos nove canhões, fonte do Rei René, fonte dos quatro golfinhos e a Fontaine de la Rotonde, que fica no início do Vieil Aix. Vale ressaltar que só caminhar por Aix-en-Provence já vale a visita.

 

Dia 4

O que fazer em Arles? Visite ruinas romanas na Provença!

A Provença está cheia de histórias e poucas cidades retratam isso tão bem quanto Arles. Basicamente, podemos sintetizar Arles a duas palavras: Romanos e Van Gogh. O Anfiteatro Romano, chamado também de Arena, construído entre os séculos I e II a.C, é a atração mais conhecida de Arles. Sua bela arquitetura impressiona em função de ser um anfiteatro com muralha, cheio de arcos belíssimos.

Próximo ao Anfiteatro Romano, há o Teatro Antigo. Esse teatro também foi construído no século I A.C. Suas ruínas são bem conservadas e para visita-las basta comprar o ingresso conjunto com o Anfiteatro Romano, ou mesmo contemplar o Teatro Antigo de fora, pois ele possui apenas grandes ao seu redor, sendo totalmente observável.

O que fazer em Arles? Visite ruinas romanas na Provença!

Foi em Arles que Van Gogh morou, pintou quadros conhecidíssimos, como “Os Girassóis”, verdadeiramente enlouqueceu e cortou sua própria orelha. Devido à importância desse artista para Arles e para o mundo, há em Arles atrações dedicadas aos amantes do impressionismo, como o Van Gogh Walk, o Espaço Van Gogh e a Fundação Vincent Van Gogh Arles.

Além disso, meses depois quando nos deparamos com quadros de Van Gogh cara a cara, percebemos que as cores que ele mais usou (pelo menos nesses quadros) são as cores presentes em quase todas as casas de Arles, um tom de amarelo e um verde levemente azulado.

 

Dia 5

O que fazer em Avignon? As 10 principais atrações!

Cada cidade da Provença tem sua característica marcante. Sem dúvida, o Palácio dos Papas marca Avignon fortemente. É um enorme palácio que foi a moradia dos pontífices no século XIV. Com arquitetura gótica e mais de 25 aposentos, o Palais des Papes encanta e deixa boquiaberto qualquer visitante, é realmente impressionante.

A Ponte d’Avignon também é um dos símbolos da cidade. Ela é conhecida como Ponte Saint-Bénezet e está muito ligada a história da cidade, que é banhada pelo rio Ródano. Esta ponte construída no século XIII está parcialmente destruída, sendo uma ponte incompleta. Mas sua longevidade, beleza e harmonia com a muralha de Avignon fazem da Ponte Saint-Bénezet um dos principais cartões postais da cidade.

O que fazer em Avignon? As 10 principais atrações!

Uma atração de Avignon que não parecia nos interessar, mas nos surpreendeu foi o Rocher des Doms, que é um belíssimo parque localizado ao lado do Palais des Papes. Ele possui esse nome por que há no seu centro um rochedo bem diferente, com fontes e mirante. Achamos o parque super agradável, principalmente por que fomos durante a primavera, em um dia de sol e com muitas flores. Excelente atração para relaxar e curtir a vista do rio Ródano.

 

Dia 6

O que fazer em Marselha? Visitando a Provença!

Cansou do interior da Provença? Aposto que não, mas Marselha oferece uma paisagem diferente, o Arquipélago Frioul. Ele é composto por quatro ilhas muito próximas ao Porto Velho, chamadas de Ratonneau, Pomègues, If e Tiboulen. As duas primeiras são conectadas por uma ponte e possuem alguns calanques de água transparente.

A ilha de If possui o Chateau d’If, que dizem ter sido a inspiração para a prisão que Alexandre Dumas descreve no livro “O Conde de Monte Cristo”. A ilha Tiboulen é bem pequena, mas é um excelente ponto de mergulho.

O que fazer em Marselha? Visitando a Provença!

O Arquipélago Frioul possui uma natureza que nós nunca tínhamos visto. Praticamente todas as ilhas são de rocha pura, de cor esbranquiçada e com muitas flores belas. Essa natureza peculiar, com muitas plantas endêmicas, é um dos fatores que atraem os turistas, assim como as construções antigas que existem nas ilhas Ratonneau, Pomègues e If.

Se você quer conhecer calanques maiores, há excursões para visitar a região entre Marselha e Cassis, onde se encontram os principais calanques.

 

Dia 7

7 dias na provença

Hora de ir embora! Já bate aquela saudade das paisagens vistas, dos momentos vividos e dos sabores intensos da Provença. Até hoje me lembro dos morangos mais gostosos que comi na vida, isso foi em Aix-en-Provence.

Para que a sua partida seja tão perfeita quanto a viagem foi, é importante fazer a mala com antecedência, chegar cedo no aeroporto e dormir bem, principalmente se você for enfrentar uma longa viagem para o Brasil.

 

Gostou das dicas sobre o que fazer em 7 dias na Provença? Se sim, curta nosso site e este post!

Boa Viagem, Viajante!

 

Salvar

[P.S: não se esqueça de reservar o seu hotel pelo nosso link do Booking. Você não paga nada a mais pela sua hospedagem e ainda ajuda o site. Obrigado!]

Posts que você deve ver também!

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Receber notificações de
avatar
wpDiscuz
error: Conteúdo protegido.