Museu Reina Sofia: Guernica em Madrid!

Descubra a coleção de arte e a visita ao Museu Reina Sofia, em Madrid!

Museu Reina Sofia: Guernica em Madrid!

Fonte: Wikimedia

Madrid é uma cidade com arte por todos os lados, seja na fachada dos edifícios, nas plazas ou nos museus renomados da cidade. O Museu Reina Sofia forma com o Museu do Prado e o Museu Thyssen-Bornemisza os três principais e mais imperdíveis museus de Madrid.

O nome oficial do Museu Reina Sofia é Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia, porque antes da década de 1990 era um centro de arte e hoje é um museu nacional.

A criação do Museu Reina Sofia é resultado do período de transição democrática na Espanha. Outra razão era a necessidade de um museu que tratasse da Arte Moderna e Contemporânea, contrapondo-se aos demais museus ortodoxos da cidade.

Museu Reina Sofia: Guernica em Madrid!

La mesa del músico. Juan Gris

A coleção do Museu Reina Sofia é focada na arte do século XX dos artistas espanhóis, com destaque para Salvador Dalí e Pablo Picasso. Mas há uma grande quantidade de obras de outros artistas importantes, como Joan Miró, Juan Gris, José Gutiérrez Solana e muitos outros.

A divisão da coleção do Museu Reina Sofia tem total relação com a geopolítica do século XX, que influenciou também os artistas e suas obras. A Coleção 1 aborda o período entre o começo do século XX até 1945.

Na Coleção 1, há muitas obras sobre esse período conflituoso na Espanha e no mundo, com trabalhos do Cubismo, Dadaísmo e Surrealismo. Um marco da Coleção 1 e toda a arte espanhola é o quadro Guernica, pintado em 1937 por Pablo Picasso.

Museu Reina Sofia: Guernica em Madrid!

Guernica, Pablo Picasso. Fonte: Flickr

Esse quadro foi a forma do pintor contar ao mundo os horrores do bombardeio nazifascista na cidade basca de Gernika, com autorização do Governo de Franco. Realmente, a obra Guernica impressiona, já que por ser muito grande faz todos os detalhes ganharem mais força e dor.

A Coleção 2 também reflete a situação geopolítica, mas nesse caso de 1945 até 1968, com as consequências da Segunda Guerra Mundial e o antagonismo político Leste-Oeste. Há pinturas de Pablo Picasso, Joan Miró e outros artistas espanhóis, além de muitas esculturas.

A Coleção 3 não é menos interessante e cheia de conflitos do que as demais, até porque aborda temas relacionados às mudanças políticas, econômicas e sociais desde o final da década de 1960.

As coleções e a própria razão da existência do Museu Reina Sofia tornam a visita indispensável, por ser um local onde a arte se torna palpável. A arte do Museu Reina Sofia está em diálogo com os fatos que fizeram o nosso mundo ser o que é hoje.

 

Informações Práticas

Museu Reina Sofia: Guernica em Madrid!

O enigma de Hitler. Salvador Dalí

O Museu Reina Sofia funciona de segunda a sábado das 10h até às 21h, a partir das 19h, a entrada é gratuita. Domingos e feriados, o museu funciona das 10h até às 19h, sendo que a partir das 13h30, a entrada também é gratuita. Fecha às terças. O ticket adulto custa € 8.

Endereço: Calle de Santa Isabel, 52. Para mais informações, consulte o site do Museu Reina Sofia aqui.

 

Gostou das dicas deste post? Então, saiba tudo sobre Madrid no episódio do Papo Viagem Podcast sobre Madrid!

Boa viagem, Viajante!

Posts que você deve ver também!

Deixe seu comentário!

comentários

error: Conteúdo protegido.